Prefeito expõe ações e projeções de governo a contabilistas da região

309

O ENCONTRO com os contadores aconteceu na manhã desta quarta-feira, no auditório da Aciapi

CRÉDITO: SECOM-PMI

- PUBLICIDADE -

Ipatinga conquista posição privilegiada no Estado graças a incentivos à implantação de empresas, geração de novos empregos e uma série de outras medidas estratégicas

A convite do Sescon/MG – Sindicato das Empresas de Consultoria, Assessoramento, Perícias, Informações, Pesquisas e Empresas de Serviços Contábeis no Estado de Minas Gerais, o prefeito de Ipatinga, Nardyello Rocha, esteve participando de um encontro com a categoria, na manhã desta quarta-feira (27), no auditório da Aciapi – Associação Comercial, Industrial, Agropecuária e de Prestação de Serviços de Ipatinga. Dezenas de profissionais participaram do evento, que contou com as presenças do vice-presidente da entidade, Edmar Pereira dos Santos, representando o presidente Sauro Henrique de Almeida, e do vice-presidente de Fiscalização do CRC – Conselho Regional de Contabilidade, Jens Erik Jansen, além do diretor Regional do Sescon, Otarcízio José Dutra; da delegada seccional do órgão, Áurea Asdrúbal, e do presidente do Sindicato dos Contabilistas do Vale do Aço (Sindcont), Célio Pavione.

Conjuntura e desafios

Durante a reunião, o prefeito teve a oportunidade de transmitir ao grupo uma radiografia panorâmica da situação econômica do município e, ainda, enumerar uma série de ações administrativas já realizadas em poucos meses de governo, em áreas estratégicas. Nardyello falou também sobre providências em andamento, como o lançamento do estacionamento rotativo digital, e do desafio de assegurar uma melhor prestação de serviços na saúde mesmo diante de uma retenção de recursos do governo do Estado acima de R$ 90 milhões. “O antigo governador acumulou uma dívida de R$ 12,5 bilhões junto aos municípios. São receitas constitucionais, de que as cidades foram ilegalmente privadas. Contudo, infelizmente, no mês de janeiro, mesmo com o novo governo, já são cerca de R$ 1 bilhão retidos”, compartilhou.

Empresas e empregos

O Executivo ainda citou os incentivos da gestão municipal para a criação de novas empresas e geração de empregos, por meio da desburocratização de processos e implantação da Sala do Empreendedor, que deram a Ipatinga, nos últimos meses, o status de município com melhor performance no setor em Minas Gerais. Ele citou, ainda, a adoção de medidas de segurança pública por meio de câmeras de inteligência artificial, prevendo que nos próximos dias será lançado um projeto piloto em áreas do Centro e Parque Ipanema. Também mencionou os esforços para captação de recursos que deverão permitir uma ampla ação de recapeamento da malha asfáltica da cidade.

“Mais de 50 quilômetros da pavimentação hoje existente em nossas vias urbanas têm mais de 45 anos de uso. Então precisamos recuperar, senão ficaremos eternamente enxugando gelo”, observou, para informar em seguida que, enquanto a linha de crédito não é liberada, a administração municipal tem mantido três frentes permanentes de tapa-buracos, para garantir provisoriamente melhores condições de tráfego.

Representatividade

Estima-se que atualmente haja, na Região Metropolitana do Vale do Aço, 400 escritórios de contabilidade instalados, sendo 200 deles apenas em Ipatinga. O número de contabilistas na região é de mais de 800. Os líderes da categoria solicitaram ao prefeito a adoção de um horário especial para atendimento aos profissionais contábeis, tendo em vista a grande demanda diária de serviços relacionada a assuntos como notas fiscais e emissões de alvarás.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, escreva seu comentario!
Por favor, escreva seu nome aqui