A Máquina do Tempo chega em Guanhães e Iapu

264

Fotos: Gustavo Lyra

Depois de uma temporada de sucesso por várias cidades  A Máquina do Tempo chega em Guanhães e Iapu na próxima semana, respectivamente nos dias 26 e 28 de novembro, dentro da programação do projeto Ciclo Cênico Musical – Arte em Movimento. Na bagagem o projeto leva também as oficinas culturais de dança urbana, jogos cênicos, maquiagem e contação de histórias.

- PUBLICIDADE -

O Ciclo Cênico vem circulando desde agosto por várias cidades mineiras. O projeto tem como proposta interiorizar a cultura por meio da realização de um circuito de apresentações de teatro e música, além de oficinas culturais, em cidades que não possuem teatros e estão fora do roteiro de apresentações desta natureza, buscando com isso favorecer a fruição cultural. Catas Altas, Antônio Dias, Naque, Mesquita, Ferros, Peçanha e Cantagalo foram as cidades visitadas até o momento. Nestas localidades atendeu cerca de 1500 crianças e adolescentes, nas oficinas e contação de histórias e atingiu cerca de 3.000 pessoas nas apresentações do espetáculo.

Guanhães e Iapu

E as duas últimas cidades desta temporada do Ciclo Cênico são Guanhães e Iapu. A apresentação  em Guanhães, que estava prevista para o dia 13, foi adiada para o dia 26 de novembro, em função das fortes chuvas. Nesta cidade o projeto realiza oficina de dança urbana ministrada por Sílvio Martins, às 14h no Salão Comunitário São Judas Tadeu, localizado no Bairro João Miranda. A contação de histórias, a cargo de Nancy Nogueira, será realizada também às 14h na EM Pingo de Luz e o espetáculo A Máquina do Tempo será apresentado no Ginásio Poliesportivo, Rua Afonso Gonçalves – centro, às 19h.

Iapu recebe o projeto no dia 28 de novembro. As oficinas acontecem a partir das 14h na EM Jair Fernandes de Melo, localizada no centro da cidade. Claudinei de Souza, Barbara Pavione e Roberto Iokel ministram oficina de jogos cênicos. A dança urbana fica a cargo de Silvio Martins e Maquiagem com Rômulo Amaral. Nancy Nogueira leva contação de histórias  em dois horários , 14 e 15h30, para a Creche Municipal Gente Inocente e EM Jair Fernandes. E o espetáculo A Máquina do Tempo será apresentado a partir das 19 horas no galpão coberto do Centro de Evangelização Igreja Católica, na Praça da Matriz.

A Máquina do Tempo

Com dramaturgia e direção de Claudinei de Souza o espetáculo reúne uma equipe vinda de quatro importantes grupos teatrais do Vale do Aço. O elenco é formado por Barbara Pavione e Leo Coessens do grupo Coletivo Aberto, Didi Peres do grupo Farroupilha, Roberto Iokel do Grupo Rizona. O diretor e dramaturgo, Claudinei de Souza, vem do grupo Boca que Cena. De forma lúdica e divertida a peça conta a história de três cientistas malucos que inventam uma máquina do tempo para impedir um incêndio na floresta.

Todas as atividades realizadas pelo projeto são gratuitas. Para as oficinas as inscrições devem ser feitas na Secretaria de Educação e Departamento de Cultura das cidades visitadas.

Patrocinado pela Cenibra, utilizando os benefícios da Lei Federal de Incentivo à Cultura, o Ciclo Cênico Musical Arte em Movimento conta apoio do Instituto Cenibra e das Secretarias de Educação e Departamentos de Cultura das prefeituras das cidades visitadas, Aproc – Associação Pró-Cultura de Ipatinga e Grupo Boca de Cena. A realização é de Marilda Lyra e Ministério da Cultura.

Contatos: Marilda Lyra (31) 99966 4166

Claudinei de Souza (31) 98883 3142

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, escreva seu comentario!
Por favor, escreva seu nome aqui