Administração de Ipatinga recebe a doação de quatro toneladas de alimentos recolhidos na Feiraço

37

Após o sucesso da Feiraço – Feira Comercial de Produtos e Serviços “Gerando Negócios”, realizada nos primeiros dias de abril, no hall do estádio Ipatingão, o prefeito Nardyello Rocha foi convidado pelos representantes do evento, na manhã desta quarta-feira (10), para receber os alimentos não perecíveis arrecadados durante a feira. Foram doadas mais de quatro toneladas de mantimentos.

Os donativos recolhidos nos quatro dias de evento serão redistribuídos pelo Banco de Alimentos de Ipatinga, vinculado à Secretaria Municipal de Assistência Social. Na sede do Banco, localizada no Parque das Águas, os alimentos passarão por triagem e serão entregues para entidades filantrópicas, famílias e indivíduos em situação de insegurança alimentar e cadastrados no órgão. Entre os itens mais doados estão leite longa vida, arroz, feijão, macarrão e farináceos.

“O valor comercial da Feiraço é indescritível. Sem dúvida o evento fomentou e valorizou ainda mais o comércio da região. Além disso, a Feira também teve um papel social de grande importância. Foram arrecadadas mais de quatro toneladas de alimentos, que serão doados para o Banco de Alimentos de Ipatinga e entregues de uma forma organizada para as famílias carentes. Não tinha dúvida quanto ao sucesso desta Feira, que sacramentou a parceria para a próxima edição, em 2020”, disse o prefeito Nardyello Rocha no evento de entrega dos donativos.

O presidente da Associação Comercial, Industrial, Agropecuária e de Prestação de Serviços de Ipatinga (Aciapi), Cláudio Zambaldi, lembra que a doação dos alimentos para a entrada na Feiraço foi espontânea. “Não era obrigatória a entrega dos alimentos. Mas nós vimos que a maior parte dos visitantes abraçou a causa, levando sua contribuição. Tenho certeza de que esses alimentos são valiosos para muitas pessoas”.

O presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Ipatinga, José Carlos de Alvarenga, explica que a ideia de recolher os itens alimentícios foi para tornar o evento mais acessível e ainda ter um cunho social. “Desde o princípio, o objetivo era dar a oportunidade do maior número de pessoas comparecerem ao evento”, resumiu.

Banco de Alimentos

A diretora do Departamento de Proteção Social Básica da Secretaria Municipal de Assistência Social, Eliana Soares Correia, conta que 44 instituições de serviços socioassistenciais e mais de 3.600 pessoas, encaminhadas pelos CRAS’s e CREAS, são beneficiadas por meio do Banco de Alimentos.

 

“Estes itens serão distribuídos em cestas para famílias e entidades. A iniciativa foi de uma grandeza enorme. É um mecanismo para levar alimentos à mesa daqueles que não têm. Só quem precisa sabe a importância de fato”, destacou a diretora.

 

Além deste tipo de doação, o Banco faz o recolhimento de alimentos perecíveis que não estão em condições de comercialização, mas que após seleção, limpeza e esterilização estão em bom estado para consumo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, escreva seu comentario!
Por favor, escreva seu nome aqui