Alunas ipatinguenses conquistam competição nacional de ‘startups’

22

Deu Ipatinga na cabeça no “Start SFB”, competição nacional de startups envolvendo  estudantes dos níveis Fundamental e Médio. As ipatinguenses Sophia Nahas, Sofia Maia e Graziela Barros, da equipe “Bem-te-vi”, alunas do 9º ano da escola Educação Criativa, do bairro Cidade Nobre, ficaram em primeiro lugar entre 400 competidores do Ensino Fundamental de todo o Brasil. O resultado foi anunciado no sábado (10), em solenidade transmitida pelo canal Youtube.

O projeto que deu o título do “Start SFB” às três estudantes ipatinguenses, únicas representantes de Minas Gerais na finalíssima do nível Fundamental, foi um aplicativo para facilitar e estimular denúncias de crimes ambientais. A competição foi promovida pelo Sistema Farias Brito, do Ceará, em parceria com as plataformas educacionais internacionais DreamShaper e Santillana.

- PUBLICIDADE -

A equipe ipatinguense foi avaliada por uma banca de especialistas e aprovada pelo voto popular como uma proposta de negócio inovadora e com grande potencial de crescimento. Foram considerados também seu impacto socioambiental e conceitos como diversidade, inclusão, acessibilidade, inovação, conceito e viabilidade. O projeto foi desenvolvido por meio da plataforma “DreamShaper”, ferramenta online de aprendizagem baseada em tecnologia e conteúdos simples e intuitivos e que conta com mais de 500 parceiros no Brasil, Europa e Oriente Médio.

Após a conquista do “Start SFB”, Sophia, Sofia e Graziela vão partir agora para o desenvolvimento do aplicativo de denúncias ambientais, por meio de parcerias com algum órgão público ou empresas privadas. Em princípio, o “Bem-te-vi” terá área de cobertura no Vale do Aço, mas a intenção é ampliar a plataforma para sua aplicação em todo o território nacional.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, escreva seu comentario!
Por favor, escreva seu nome aqui