Associação Nacional de Hospitais Privados lança segunda edição do Livro Branco

190

Material foi lançado em março e busca a essência de um modelo de saúde que contribua para a sociedade brasileira com foco no cidadão usuário do sistema de saúde

 

- PUBLICIDADE -

Pela segunda vez, a Associação Nacional de Hospitais Privados (Anahp), que congrega os principais hospitais privados de excelência do país – como o Hospital Márcio Cunha, Albert Einstein, Sírio-Libanês, HCor, Rede D’Or São Luiz, Moinhos de Vento, Santa Rosa, Grupo Vita, Santa Joana, Mater Dei, entre outros, lançou mais uma edição do Livro Branco : Brasil Saúde 2019. Dessa vez o tema escolhido foi: Saúde & Cuidados do Amanhã. Atualmente a Anahp conta com 106 membros – sendo 104 hospitais e duas empresas de homecare.

A partir de uma visão macropolítica, econômica e social e buscando a essência de um modelo de saúde que contribua para a sociedade brasileira, com foco no cidadão usuário do sistema de saúde, o livro é fruto de uma extensa análise do sistema de saúde brasileiro e de experiências mundiais. O material expõe propostas para o aprimoramento da atenção à saúde e da atuação integrada entre os setores público e privado, visando uma assistência com maior qualidade e eficiência.

O livro trata ainda sobre propostas de melhoria para a saúde brasileira, elencadas a partir da trilha de três pacientes com doenças crônicas em um sistema de saúde que funciona. O objetivo da publicação é promover a ideia da assistência personalizada, integrada e acessível a todos os brasileiros, ou seja, um sistema organizado e capaz de fornecer soluções para as necessidades da população perante seus desafios nos níveis sociais, mentais e físicos, sempre com foco na prevenção.

Serviram de base para esta edição, três personagens: Ana, João e Teresa. As jornadas e experiências dos três com diferentes condições clínicas, sociais e mentais, foram desenhadas a partir de parceria firmada entre a Anahp e a Universidade Erasmus, na Holanda. As narrativas estão vinculadas aos serviços de saúde e cuidados do amanhã naquele país. E apontam caminhos que podem servir de inspiração para alavancar a qualidade de atendimento e prevenção oferecida aos brasileiros.

O diferencial é que as trilhas dos três personagens trazem à luz aspectos do sistema de saúde e cuidados do futuro em nível micro, baseados em princípios, novos caminhos e tecnologias que podem capacitar a todos, tanto no setor privado quanto no setor público de saúde, dando suporte à implementação do Sistema de Saúde & Cuidados do Amanhã. Por meio das histórias de Ana, João e Teresa, os papéis dos prestadores de serviços de saúde, bem como a importância da tecnologia e da inovação como formas de viabilizar interação mais efetiva e eficaz entre paciente e sistema foram apresentadas.

Histórico

A Associação Nacional de Hospitais Privados surgiu para defender os interesses e necessidades do setor e expandir as melhorias alcançadas pelas instituições privadas para além das fronteiras da Saúde Suplementar, favorecendo a todos os brasileiros. A Fundação São Francisco Xavier (FSFX), por meio do Hospital Márcio Cunha (HMC), tornou-se afiliada da Anahp em 2014.  A instituição afiliada à Associação obedece a critérios de admissão como a comprovação de padrões de qualidade na prestação de serviços médico-hospitalares, como o certificado da acreditação. As instituições hospitalares devem possuir ao menos uma entre quatro acreditações nacionais e internacionais reconhecidas.

O Hospital Márcio Cunha cumpre os requisitos com excelência, uma vez que já possui a certificação da Organização Nacional de Acreditação (ONA) em Nível de Excelência (Nível 3), a certificação internacional da NIAHO/DIAS e o certificado internacional Det Norske Veritas International Accreditation Standard (DIAS), baseado na norma de acreditação hospitalar formalmente reconhecida pelo Departamento de Saúde dos Estados Unidos.

Para o diretor executivo da FSFX, Luís Márcio Araújo Ramos, o Hospital Márcio Cunha fazer parte do seleto grupo que integra a Associação Nacional de Hospitais Privados é uma maneira de aprimorar a gestão do setor junto a outras unidades hospitalares de referência. “Temos a possibilidade de dividir experiências com outros hospitais que também prezam pela excelência em seus processos. E isso é muito positivo, pois podemos melhorar cada vez nossa prestação de serviços. E podemos ainda contribuir com ações que podem ser colocadas em prática no setor hospitalar”, concluiu Luís Márcio.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, escreva seu comentario!
Por favor, escreva seu nome aqui