Chorinho do Vale anima fim de semana em Periquito

94
Foram quase duas horas de espetáculo com o Choro do Vale

PERIQUITO – Clássicos do choro desfilam pela playlist desenhada pelo projeto Chorinho do Vale para ser apresentada no último sábado. No repertório, compareceram obras de Pixinguinha, Chiquinha Gonzaga, Zequinha de Abreu, Jacob do Bandolim, Waldir Azevedo, dentre outros.

O evento foi apresentado pelo historiador e jornalista, Sávio Tarso, e pelo radialista, Edmilson Araújo. A cada número musical, a dupla falava sobre a história da obra, destacando curiosidades sobre a composição e seu autor.

- PUBLICIDADE -

Foram quase duas horas de espetáculo com o Choro do Vale, quarteto formado por chorões de Ipatinga – Wellington Assunção (bandolim), Fabiano Cruz (violão sete cordas), Marcelo Almeida (pandeiro) e Carlos Vinícius Abreu (cavaquinho), principais referências do gênero musical genuinamente brasileiro no Vale do Aço e região.

O grupo, criado há 12 anos, já se apresentou em eventos expressivos, como Festival Roda Viva, Comida di Buteco e no Ipatinga Live Jazz, sempre prestigiando o choro nacional, uma forma de imortalizar o estilo, que eles aliam a outros gêneros, como o samba de raiz e o baião.

“O Chorinho do Vale abre caminhos para que grandes composições alcance um maior número de pessoal possível, que as obras sejam difundidas, resgatadas. Por meio desse projeto, ajudamos a manter viva a tradição do choro”, comenta Sávio Tarso.

O secretário de Cultura de Periquito, Welleson Rodrigues, elogiou o evento e o patrocínio recebido da Cenibra. “A empresa atua aqui sempre oferecendo contrapartidas ao município, não só gerando empregos, mas promovendo cultura, esporte, lazer, nos proporcionando momentos como este que vão ficar na memória de quem pode prestigiar o Chorinho do Vale”.

Clássicos do choro desfilam pela playlist desenhada pelo projeto Chorinho do Vale.

O prefeito de Periquito, Geraldo Godoy, elogiou o profissionalismo da equipe de produção do evento e dos músicos. “Sou muito grato a vocês da produção e à Cenibra pelo grande presente. Pudemos apreciar composições maravilhosas, do meu tempo, mas que nem sempre temos a oportunidade de prestigiar sua execução ao vivo”, enfatizou, destacando em seguida Carinhoso, como uma das composições mais bonitas do repertório. “Ela me traz boas lembranças. Já namorei muito ao com dessa canção”, conta o chefe do Executivo de Periquito.

PÚBLICO

Nem as baixas temperaturas impediram que o Chorinho do Vale contasse com um bom público, estimado em cerca de mil pessoas. Ao longo do espetáculo, os termômetros marcaram entre 14 e 13º, o que motivou uma aproximação maior entre as pessoas, principalmente famílias que foram ao show levando suas crianças. Eliane Dias da Cruz foi ao Chorinho com o esposo e seus três filhos de 1, 2 e 11 anos. “Viemos muito animados e bem agasalhados, que é pra gente ficar até o final do show, independente do frio”, comentou a dona de casa, que nunca tinha assistido a uma apresentação de choro.

Aline de Oliveira também foi com o marido e seus filhos de 4, 7, 8  e 11 anos de idade. “Para a gente se aquecer, o jeito é se manter bem juntinhos o tempo todo neste momento de músicas tão bacanas”, comentou a mãe, que também é dona de casa.

RITMOS DIFERENTES

A professora auxiliar da rede municipal de Periquito, Wélida Sá Jorge, levou a filha Maria Cecília, de apenas um ano de idade, para assistir ao show. A educadora destacou que valeu muito a pena participar da programação musical. “Faço muita questão que minha filha já vá conhecendo ritmos diferentes desde a infância”, frisou Aline.

Geralda de Jesus, que no próximo mês completa 87 anos, disse que é muito caseira, mas, que o Chorinho do Vale motivou sua ida à praça. “E eu não me arrependi. Assisti a tudo e continuaria aqui se o show durasse mais tempo”, assegurou.

Chorinho do Vale, que conta com o patrocínio da Cenibra, via Lei Federal de Incentivo à Cultura, é uma realização de Sávio Tarso e produção da Fino Trato, de Leila Cunha.

No próximo dia 30 de junho, o Chorinho do Vale será apresentado na quadra poliesportiva do Cocais das Estrelas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, escreva seu comentario!
Por favor, escreva seu nome aqui