Contém Cultura de Ipaba terá sessão em Libras

214

Assim como em Periquito, Contém  Cultura de Ipaba, que será inaugurado em maio, promoverá sessões de cinema para surdos. Os filmes para essas exibições – “Os Caminhos Desconhecidos do Mundo Luz, Cachorro Louco, Marias e Vozes da Voz”, já estão sendo traduzidos pela professora e intérprete de Língua Brasileira de Sinais (Libras), Kariny Dias Abreu.

O trabalho dela, segundo explica, consiste em assistir aos filmes várias vezes, para análise do conteúdo das produções, estudo dos conceitos e definição dos recursos da Libras que serão usados. “Vou vendo e pausando os filmes, estudando com muita atenção as falas a fim de assimilar as mensagens que a obra pretende transmitir muitas vezes metaforicamente. Todas as legendas têm que estar de acordo com o que diz o filme”, explica Kariny.

- PUBLICIDADE -

A outra etapa do seu trabalho da intérprete consiste em participar das gravações em vídeo. Mais uma vez, Kariny passa a assistir os filmes e traduzi-los simultaneamente para serem gravados. “É como se eu contasse histórias, uma atividade que requer muitas expressões faciais, a interpretação de cada personagem do filme a fim de favorecer a compreensão dos surdos. Construir essas narrativas é uma responsabilidade muito grande. Não posso criar sinais, apenas usar os que já existem”.

IMG_4201 (Copy)

Iniciativa busca a inclusão de surdos ao projeto Contém Cultura

Conforme observa a intérprete, a iniciativa do Contém Cultura é muito importante para a comunidade dos surdos. “O sistema de inclusão de surdos não é muito eficaz em nosso país, e todas as iniciativas nesse sentido são muito válidas”.

Kariny considera ainda a alegria dos surdos quando percebem que alguém se preocupou com eles por meio da exibição de um filme traduzido para o grupo. “Conheço surdos com mais de 30 anos que não conhecem histórias infantis, nem Chapeuzinho Vermelho. São pessoas tristes que passam boa parte da vida isoladas da família que não sabe se comunicar com eles. Por outro lado, os surdos que têm com quem conversar, que têm acesso a programações elaboradas para eles, acabam se sentindo valorizados”.

IMG_4213 (Copy)

Filmes do Contém Cultura ganham legendas descritivas em língua brasileira de sinais

Assim como a grande maioria dos intérpretes, Kariny trabalha na área da educação. “Sou professora e presto serviços de interprete, mas para tradução de filmes, minha primeira experiência foi no Contém Cultura. Estou feliz por mais esse mercado se abrir, por poder fazer parte dessa iniciativa tão bacana”, sublinha Kariny, que cursa faculdade de Libras, mas já possui duas certificações, “além de muita prática, já que há tempos convivo com amigos usuários do idioma”, acrescenta.

Para Luciana Profiro, proponente do Contém Cultura, poder integrar ouvintes e surdos em uma mesma sessão de cinema é algo muito positivo. “Todos os públicos podem se reunir para assistir aos filmes e, no caso dos surdos,  eles ficarão felizes por poder contar com a janela da língua de sinais onde uma pessoa com habilidade traduz, explica, o que se passa em cada cena. O cinema é um canal de difusão de conhecimentos diversos. E o Contém Cultura busca fazer com que ele esteja acessível a todos”, sublinha Luciana.

O Contém Cultura tem como objetivo promover a cultura nacional nas cidades do interior de Minas Gerais, dedicando aos municípios espaços permanentes para a realização de programas ligados aos setores culturais, artísticos e de entretenimento. O projeto é patrocinado pela Cenibra, via Lei Federal de Incentivo à Cultura.

Kariny (Copy)

Marias e Vozes da Voz está entre os filmes em Libras

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, escreva seu comentario!
Por favor, escreva seu nome aqui