Controladoria: estrutura de Ipatinga já é modelo para outras cidades

93
O controlador geral da PMI, Diêgo Henrique Tuschtler de Carvalho recebe Fernanda Pedreira, controladora geral do município de Dores de Gunhães

A Controladoria Geral da Prefeitura de Ipatinga recebeu nesta quinta-feira (2) a visita da controladora geral do município de Dores de Guanhães, Fernanda Pedreira, que veio buscar experiências e se inteirar das práticas de gestão da atual administração municipal no que se refere  ao sistema de controle interno.

- PUBLICIDADE -

Ela foi recebida pelo controlador geral da PMI, Diêgo Henrique Tuschtler de Carvalho; pelo diretor de Auditoria, Marcelo Marques Barony, e pela gerente de Ouvidoria, Juliane Santos Oliveira, que lhe apresentaram a legislação inerente, os papéis de trabalho, cronograma de atividades de controle interno e o plano anual de auditoria interna, entre outros.

Como ressalta Diêgo Tuschtler, entre diversas competências do controle interno estão as de comprovar a legalidade e avaliar os resultados quanto à eficácia e eficiência da gestão orçamentária, financeira, patrimonial e operacional da administração municipal. Ele enfatizou que assim como Dores de Guanhães, no Vale do Rio Doce, outros municípios têm feito contato com a PMI em busca de informações mais técnicas sobre a área.

 “O controle interno existe desde a Lei 4320/64. Porém, é recente como função inerente ao Estado, ampliando sua atribuição para, além de apurar os resultados numéricos, exercer efetivamente o controle da administração pública no que tange à prevenção e correção de irregularidades, e supervisionar a política de transparência do ente federado”, explica o controlador.

Na opinião do prefeito Nardyello Rocha, “um controle interno forte, atuante, com servidores bem preparados, respalda e resguarda a atuação do administrador, dificulta a ocorrência de irregularidades e resulta em uma melhor aplicação dos recursos públicos”.

Cidade modelo

Ipatinga é hoje referência em estruturação e atuação de órgão central de controle interno. O padrão do município é reconhecido como modelo a ser seguido. A Controladoria local integra a rede ODP (Observatório das Despesas Públicas) de Minas Gerais, sob a coordenação da Controladoria Geral do Estado (CGE).

Os servidores do órgão no município são capacitados e exercem funções técnicas de alta relevância. Atualmente, os principais cargos da Controladoria Geral são ocupados por servidores concursados.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, escreva seu comentario!
Por favor, escreva seu nome aqui