Copasa mobiliza comunidade para preservar e conservar águas do Vale do Aço com o Pró-Mananciais   - Silmara de Freitas - Portal de notícias do Vale do Aço.Silmara de Freitas – Portal de notícias do Vale do Aço.

Quarta-Feira, 18 de Julho de 2018

Gerais
0

Copasa mobiliza comunidade para preservar e conservar águas do Vale do Aço com o Pró-Mananciais  

Pró-Mananciais 051

 

Programa atuará em Timóteo, Iapu, São João do Oriente, Ipaba, Santana do Paraíso e Belo Oriente, beneficiando cerca de 200 mil pessoas

 

A Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa), por meio do programa Pró-Mananciais, investe em ações diretas para a recuperação de matas e terrenos, além da preservação de nascentes nas cidades de Timóteo, Iapu, São João do Oriente, Ipaba, Santana do Paraíso e Belo Oriente. A iniciativa busca envolver as comunidades, com ações de sensibilização, mobilização e educação ambiental. A Companhia estima que cerca de 200 mil pessoas serão beneficiadas pelo projeto na região. O Programa tem a aprovação da Agência Reguladora dos Serviços de Abastecimento de Água e Esgotamento Sanitário do Estado de Minas Gerais (Arsae/MG).

As atividades para cada cidade ainda estão sendo definidas nos levantamentos de diagnósticos locais, realizados pelo Coletivo Local de Meio Ambiente (COLMEIA). Participam do grupo representantes da iniciativa privada e do poder público, entre eles Prefeituras, Emater e Instituto Estadual de Florestas. As ações serão aprovadas pelas comunidades nas Oficinas do Futuro – metodologia que trabalha três eixos para a elaboração de diagnóstico e plano de ações para a preservação dos mananciais: o Muro das Lamentações, que discute os problemas percebidos nas microbacias; a Árvore da Esperança, quando são propostas mudanças e soluções para as dificuldades enfrentadas; e, enfim, o plano de ações a serem implementadas.

Até o momento, Santana do Paraíso, Belo Oriente e Ipaba já formaram o COLMEIA. A partir de agora, os integrantes irão levantar as ações de acordo com as condições de cada município. Iapu já realizou a Oficina do Futuro e Timóteo e São João do Oriente estão em fase de agendamento da atividade.

“Com essa parceria da Copasa, acredito que vamos conseguir preservar a Bacia do Santo Estevão, em Iapu. O trabalho do COLMEIA dá mais força para conquistar os recursos, pois são mais pessoas pensando da mesma forma”, disse Valdiney Rosa de Oliveira, morador de Iapu,

A escolha dos municípios que integram o programa foi feita a partir dos seguintes critérios: escassez hídrica do manancial nos últimos dois anos; população abastecida pelo manancial; iniciativas de recuperação/proteção existentes no município; qualidade da água captada; situação da bacia hidrográfica do manancial; e o tipo de captação utilizada.

Integrante do COLMEIA, o secretário de Agricultura e Meio Ambiente de Iapu, Lenilson da Silva, celebra a parceria com a Companhia e o início do projeto no Vale do Aço. “O Pró Mananciais era um trabalho que a gente sonhava em ter aqui. Já tivemos uma reunião e levantamos alguns passos para serem tratados. Esperamos que essa parceria com a Copasa perdure por muitos anos”, afirmou.

A coordenadora do COLMEIA na cidade de Ipaba, Sílvia Lourdes Gonçalves, já aguarda ansiosa os resultados da iniciativa da Copasa. “Ter a oportunidade de participar do Pró-Mananciais é uma experiência muito gratificante, pois nós temos um problema hídrico muito grave dentro do município de Ipaba. Espero que a recuperação das nascentes e o trabalho em conjunto traga grandes benefícios para a nossa comunidade”, disse ela.

De acordo com o Superintendente Operacional do Vale do Aço e Vale do Rio Doce, Albino Campos, a participação dos órgãos públicos e sociedade civil é essencial para o fortalecimento e sucesso do programa. “Com o Pró-Mananciais, a Copasa visa à melhoria da quantidade e da qualidade da água dos mananciais para favorecer a sustentabilidade ambiental, social e econômica da região, além de contribuir para a transformação do Vale do Aço rumo ao desenvolvimento”.

Investimento garantido

Para realizar o projeto nas cidades do Vale do Aço, a Arsae/MG definiu a aplicação  dos recursos na bacia hidrográfica dos mananciais utilizados para captação pela Companhia. A aplicação do investimento ainda será estabelecida pelo COLMEIA em suas etapas de desenvolvimento, seguindo as diretrizes do Programa.

Compartilhe:
  • googleplus
  • linkedin
  • tumblr
  • rss
  • pinterest
  • mail
Silmara de Freitas

Sobre a colunista: Silmara de Freitas

Existem 0 comentários

Deixe um comentário

Quer expressar sua opinião?
Deixe uma resposta!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.