Coronavírus: Ipatinga decreta estado de emergência como prevenção à doença

55
Durante a coletiva de imprensa o prefeito Nardyello Rocha decretou estado de emergência no município 

Aulas estão suspensas em todas as escolas do município a partir desta quarta, por tempo indeterminado. Comitê gestor avaliará diariamente situação local, emitindo boletins vespertinos.

- PUBLICIDADE -

Como medida efetiva de prevenção para conter o avanço do novo coronavírus, tendo em vista os riscos da propagação da doença por meio de transmissão local e comunitária, o Executivo de Ipatinga expedirá até o fim da tarde desta segunda-feira (16) um Decreto que estabelece no município o estado de emergência. Uma das principais medidas contidas no documento é a determinação para que sejam suspensas por tempo indeterminado as atividades letivas em todas as escolas da cidade, nos mais diversos níveis, incluindo as da rede particular, a partir desta quarta-feira (18). Em discussão com representantes do Fomenti – Fórum Municipal de Entidades de Ipatinga, foi definida ainda a interrupção das atividades nas creches, diante da notificação de algumas crianças com quadros gripais.

O estado de emergência foi anunciado em coletiva à imprensa, no final da manhã, na sala de reuniões do gabinete do prefeito. O Executivo confirmou também a suspensão de todas as atividades previstas para comemoração do 56º aniversário de emancipação político-administrativa do município, no mês de abril, assim como outros eventos públicos e também os particulares que dependam de alvarás. Estão suspensas ainda, temporariamente, as visitas aos pacientes internados no Hospital Municipal e na Unidade de Pronto Atendimento (UPA).

“Estamos agindo antecipadamente a fim de resguardar a saúde de nossa população, portanto tais medidas são necessárias. Sabemos que todas essas decisões tem um impacto na vida das pessoas, mas neste momento precisamos ser coerentes e tratar o coronavírus como uma pandemia. Já existe um risco real de morte no Brasil em relação a doença e nos últimos dias subiu muito o número de suspeitos em Ipatinga. Não podemos esperar chegar no caos para começarmos a tomar medidas enérgicas que vão ao encontro do bem coletivo”, declarou o prefeito de Ipatinga Nardyello Rocha. 

Pico da doença

A previsão dos infectologistas é de que o pico da pandemia no país possa ocorrer no inverno e, assim, os próximos meses vão requerer um cuidado ainda maior das autoridades e da população. Há uma perspectiva de que o pico da doença ocorra dentro dos próximos 30 dias.

A chamada transmissão local (ou comunitária) diz respeito aos casos de pessoas que se infectaram com o covid-19, embora não tenham estado em nenhum país com registro da doença, mas tiveram contato com outro paciente infectado, que trouxe o vírus de fora do país. Já existem muitos casos assim no Brasil.

Vacinação contra a gripe

Para que a ocorrência de outras doenças semelhantes não dificultem o diagnóstico de pacientes que tenham contraído o novo coronavírus (de menor letalidade que os dois anteriores, mas muito mais transmissível), foi antecipada a campanha de vacinação contra a gripe. A partir do próximo dia 23 já estarão sendo vacinados os idosos (com idade acima de 60 anos) e trabalhadores da saúde. A partir de 16 de abril, a vacina estará disponível para professores das escolas públicas e privadas e profissionais das forças de segurança e salvamento. Crianças de seis meses a seis anos, assim como doentes crônicos, adultos com idade de 55 a 59 anos, grávidas, puérperas e em condições especiais deverão se vacinar a partir de 9 de maio.

Outras medidas

Também como forma de evitar as transmissões local e comunitária do coronavírus, o prefeito Nardyello Rocha adiantou que fará uma discussão com lideranças religiosas acerca de missas e cultos. “Não podemos, também, unilateralmente ordenar que as entidades parem de orar ou rezar porque, afinal, temos que reconhecer que necessitamos muito das atitudes de fé nesse delicado momento”, pontuou.

É recomendado que sejam evitados treinamentos ou reuniões que signifiquem aglomeração de número superior a 30 pessoas. Ainda, devem ser suspensos serviços voluntários e visitas de estudantes em grupo. 

Em relação ao transporte público, a Prefeitura de Ipatinga está recomendando ao concessionário do serviço a adoção de medidas especiais de higienização. A mesma recomendação é transmitida a operadores de táxis e motoristas de aplicativos.

A Prefeitura determinou ainda, a suspensão da emissão de novas carteiras de gratuidade para o uso do transporte público. Os cartões que estão próximos da data de vencimento tiveram a validade prorrogada. Já aqueles vencidos foram automaticamente reativados pela concessionária. 

Comitê Gestor

Para acompanhar diariamente a situação e garantir respostas mais rápidas para as demandas, assim como a tomada de eventuais novas medidas, foi criado um Comitê Gestor no município. Além de secretários da Administração municipal, sob a liderança da pasta da Saúde, fazem parte dele o comandante do 14º BPM, o Delegado Regional de Polícia Civil, o comandante do Corpo de Bombeiros Militar e o Promotor de Justiça da 9ª Promotoria de Justiça da comarca de Ipatinga, Curador da área da saúde no município. 

Boletim diário

A administração municipal definiu ainda a expedição de um boletim epidemiológico diário, a ser divulgado às 16h, com informações atualizadas para conhecimento do público, e também balizar as medidas extraordinárias que venham a ser necessárias em decorrência de novos eventos registrados, ou para modificação de medidas anteriores tomadas.

Registros

No momento, Ipatinga tem apenas um caso de coronavírus confirmado (mas já com a quarentena de isolamento cumprida), sendo outros 40 suspeitos, cujos resultados de exames dependem dos laboratórios especializados. Até o momento três casos foram descartados.

Um desses casos de exclusão para covid-19 é o do homem que veio da Europa e necessitou da intervenção das autoridades sanitárias numa situação completamente atípica, tendo em vista o indivíduo ser residente no país europeu há mais de 20 anos e ter se deslocado ao município em decorrência do adoecimento e posterior falecimento de um filho. 

1 COMENTÁRIO

  1. As outras pessoas que não tem nenhuma doenças como diabetes pressão alta não podem vacinar e restante da população que não tem nenhuma doença cronica ficam de fora

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, escreva seu comentario!
Por favor, escreva seu nome aqui