Curso de soldagem TIG capacita profissionais para atuarem no ramo do inox

64
Com a carga horária de 40 horas, o curso foi ministrado entre os dias 16 a 20 deste mês.

A Fundação Aperam Acesita por meio do Instituto do Inox formou na última semana mais uma turma do curso de soldagem TIG. A capacitação teve por objetivo proporcionar ao aprendiz formação inicial visando à qualificação que lhe permita realizar processos de soldagem TIG e o controle de qualidade, aplicando normas e procedimentos técnicos, com segurança no trabalho.

- PUBLICIDADE -

Com a carga horária de 40 horas, o curso foi ministrado entre os dias 16 a 20 deste mês. O início dos trabalhos foram realizados por meio de uma palestra do diretor do Instituto do Inox, Adolfo Viana, apresentando as perspectivas de mercado do seguimento dos aços inoxidáveis no contexto nacional. O curso de soldagem TIG se baseia na teoria e prática de soldagem TIG em chapas e tubos nos aços inoxidáveis, abordando também a regulagem e operação de máquinas de solda, equipamentos de corte e dobra e a utilização correta de insumos e máquinas rotativas para acabamento polido e escovado.

De acordo com o coordenador de projetos da Fundação Aperam Acesita, Fabiano Sousa, mercado tem percebido o aço inox como uma solução,  podemos constatar o inox na mineração, agronegócio, construção civil e petroquímica entre outros segmentos como a solução para os problemas de corrosão e durabilidade dos equipamentos. Temos disponíveis vários tipos de aço inox especificado de acordo com a aplicação. O curso de soldagem é importante, porque as empresas precisam de pessoas qualificadas para viabilizar o uso do inox,

Por meio do curso, os alunos se capacitam e já são treinados para o mercado de trabalho”, conta.

Um dos alunos integrantes da turma foi o peruano, Carlos Alberto. Ele atua no ramo de ferruagem há oito anos, e veio de Rio Branco, Acre, para se capacitar e ampliar seu ramo de atuação. “A solda e o acabamento em inox é algo que ainda precisa ser aprimorado em nossa região. Vi no curso uma oportunidade de melhorar a técnica e desbravar novas possibilidades dentro do ramo do inox. Eu procuro sempre estudar coisas novas para aprender e melhorar no dia a dia”, pontua.

O professor de agronomia, Márcio Takeshi também participou das aulas. Para ele, o curso é de grande valia, visto que em campo, ele  trabalha com equipamentos agrícolas feitos em aço inox. “Muitos equipamentos em inox estão sendo desenvolvidos no setor de agricultura, por isso senti a necessidade em estar me capacitando na área. Tem muitas atividades que faço sem conhecimento técnico. Com as aulas, estou tendo a oportunidade de conhecer mais sobre essa matéria prima que é o inox e me aperfeiçoar na área para desenvolver habilidades que agregarão a minha profissão e ensino dentro de sala de aula”, finaliza.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, escreva seu comentario!
Por favor, escreva seu nome aqui