Em Ipatinga, exportações explodem e marcam retorno da confiança na cidade

105

O resultado positivo apontado no levantamento está diretamente relacionado ao retorno da estabilidade no município 

- PUBLICIDADE -

Dados apontam crescimento de 18,5% dos ganhos com vendas de produtos locais para fora do Brasil. Importações cresceram 4,5% no período. 

Segundo dados do portal Comex Vis, do Ministério da Economia, Ipatinga teve uma elevação de 18,8% nas exportações nos 11 primeiros meses do ano, comparado ao mesmo período de 2018. Ao todo, a cidade vendeu para o estrangeiro um total de 204,27 milhões de dólares. Entre os fatores influenciadores do resultado obtido no município, maior economia da região Leste do estado, está o retorno da estabilidade e retomada da confiança nos negócios. 

“Essa é a segunda grande notícia que temos nesta semana em relação à economia. Depois de saber que geramos esse ano um saldo positivo de quase 2.000 novos empregos, agora esses dados mostram que a economia da cidade realmente voltou a experimentar uma trajetória ascendente. Os números de exportações demonstram a capacidade de produção de nossa cidade e de nossas empresas. É a prova de que, podendo contar com uma administração como a nossa, que valoriza os empreendedores, a cidade cresce e nosso povo é mais beneficiado. Quanto mais se investe no ambiente local, mais emprego, mais renda e bem-estar é proporcionado”, refletiu o prefeito de Ipatinga, Nardyello Rocha.  

Entre os itens exportados, a predominância é de produtos industriais provenientes do aço. Entretanto, outros artigos produzidos na cidade também são vendidos para o exterior com maior significado na economia, como camisetas e mel natural.

A Argentina é o país do mundo que mais compra de Ipatinga. As exportações representam 59% da nossa capacidade de produção, vindo em seguida os Estados Unidos, com 20%.

Importações 

Outro número ascendente de Ipatinga é o das importações. A cidade comprou, de janeiro a novembro, mais de 348,27 milhões de dólares do exterior, um aumento de 4,5% em comparação com o mesmo período do ano anterior.  Quase 50% destes produtos são provenientes dos Estados Unidos e 82% deles são diretamente ligados ao ambiente industrial. 

“Esse resultado também é positivo, pois mostra o aumento do poder de compra, tanto das empresas locais, como da nossa população. De uma forma geral, Ipatinga só tem a comemorar. Esperamos ter um 2020 no mesmo sentido”, comemorou o prefeito. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, escreva seu comentario!
Por favor, escreva seu nome aqui