Encontrão dos Idosos reúne mais de 300 participantes

28

O projeto “Conselho Eficaz do Idoso”, desenvolvido pela Associação Beneficente Ágape (ABA) e Instituto CENIBRA, realizou, na semana passada, o Encontro de Oficinas Temáticas e Recreação com Idosos e Operadores do Direito. O evento reuniu idosos de dez municípios assistidos pelo programa e representantes do poder público, com participação de mais de 300 pessoas.

- PUBLICIDADE -

O primeiro dia do encontro foi realizado no Hotel Metropolitano, em Coronel Fabriciano. A programação, que se estendeu durante todo o dia e à noite, contou com solenidade, dinâmicas, intervenções teatrais com a personagem “Dona Augusta”, debates voltados para saúde e direitos da pessoa idosa e atividades recreativas.

Para Hudson Roberto Lima, assessor do projeto, o Selo Eficaz é um reconhecimento para as cidades que passaram por uma trajetória de organização da atuação dos Conselhos, tendo como prioridade a pessoa idosa.

“Em cinco anos de atuação, o nosso trabalho mostrou que é possível efetivar políticas públicas com qualidade para os idosos. Muitas cidades não tinham conselhos e não sabiam captar recursos. Hoje, dentro da área de atuação da Cenibra, várias localidades estão atendendo os idosos com os recursos dos fundos e com seus conselhos ativos”, comemora o diretor.

A solenidade contou com a presença do prefeito de Coronel Fabriciano, Dr. Marcus Vinícius Bizarro, representantes da Câmara Municipal, do Conselho Municipal do Idoso, da Secretaria de Governança de Assistência Social e dos municípios de Ferros, Rio Vermelho e Sabinópolis.

“Às vezes, aquilo que o poder público desenvolve não é o que o idoso precisa. O projeto veio justamente para favorecer essa aproximação entre as instituições e a classe idosa. Estamos felizes em desenvolver essas ações em parceria com a ABA e o Instituto CENIBRA”, enfatizou o prefeito.

Para fechar o Encontro, os idosos participaram de um dia recreativo no Iapu Country Clube, com apresentação cultural, aula de zumba e várias outras atrações. “A gente não tinha a oportunidade de praticar exercícios físicos e participar de outras atividades, que nos orientassem sobre os direitos dos idosos. Participar do projeto me faz viver a melhor idade com muita qualidade”, destaca Marta Moreira de Paula, 64 anos, moradora de Santana do Paraíso.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, escreva seu comentario!
Por favor, escreva seu nome aqui