Festival Paralímpico em Ipatinga reúne centenas de crianças e jovens no esporte adaptado

113

Cerca de 600 pessoas participaram do Festival Paralímpico, realizado no último sábado (21), no Parque Ipanema, em Ipatinga. O evento, promovido pelo Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB), ocorreu simultaneamente em 70 cidades do país, e em Ipatinga contou com o apoio da Secretaria Municipal de Cultura, Esporte e Lazer (Semcel). Esta é a segunda edição Festival, em comemoração ao Dia do Atleta Paralímpico, que é celebrado em 22 de setembro. 

- PUBLICIDADE -

“O Festival Paralímpico é muito importante, porque não só oferece oportunidade para as crianças iniciarem no esporte, como proporciona a inclusão. O Festival Paralímpico é fundamental dentro do planejamento estratégico do Comitê Paralímpico Brasileiro. Aqui está a realidade do movimento paralímpico nacional”, celebrou Mizael Conrado, presidente do Comitê Paralímpico Brasileiro.

A programação ofereceu três modalidades por sede, com duração de três horas, para jovens dos 10 a 17 anos, com e sem deficiência. Em Ipatinga, foi ofertado o atletismo, basquete em cadeira de rodas e bocha. Segundo a Secretaria Municipal de Cultura, Esporte e Lazer, muitas crianças não têm a oportunidade de sair de casa para praticar exercícios, e o Festival proporciona este contato, é um momento de interação entre crianças com e sem deficiência. Este dia mostra que é possível fazer a inclusão e externar que todos podem praticar esportes. 

O Festival Paralímpico vem de encontro com os ideais da atual administração municipal em promover a inclusão das pessoas com deficiência em todos os setores da sociedade. “Nós apresentamos de forma lúdica os esportes adaptados para todos os participantes para que eles possam ter a vivência com o desporto paralímpico, e quem sabe no futuro estas pessoas possam participar de grandes competições representando nossa cidade. É uma missão desse atual governo propiciar essa inclusão, porque o esporte, além de saúde, faz muito bem para o social”, considera o prefeito Nardyello Rocha. 

No Brasil 

O Festival teve como principal objetivo mobilizar pessoas com deficiência em todo o território brasileiro por meio das atividades, além de fomentar o esporte adaptado entre crianças e adolescentes. O evento aconteceu em 70 cidades, em todos os estados do país e no Distrito Federal. Os números desta segunda edição do Festival Paralímpico superam o da estreia do evento, em setembro de 2018. Na ocasião foram sete mil crianças em 48 cidades. Por isso, o acontecimento deste sábado, 11 mil participantes, nas 70 localidades do território nacional configura-se no maior evento paralímpico já realizado no Brasil pelo Comitê Paralímpico Brasileiro. 

 

A data do festival não é por acaso. Neste final de semana foram celebradas duas importantes datas: sábado, (21) Dia Nacional de Luta da Pessoa com Deficiência, e o Dia Nacional do Atleta Paralímpico (22). (Com informações do Comitê Paralímpico Brasileiro). 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, escreva seu comentario!
Por favor, escreva seu nome aqui