HMC instala tenda de descontaminação e amplia oferta de EPI a colaboradores

41
Os colaboradores do HMC ao chegarem e saírem do hospital passarão pela tenda e por meio da pulverização serão descontaminados. Crédito: Assessoria de Comunicação FSFX

Desde o início da pandemia do novo Coronavírus no Brasil e no mundo, o Hospital Márcio Cunha (HMC), administrado pela Fundação São Francisco Xavier (FSFX) tem adotado uma série de ações na unidade com o objetivo de prevenir e minimizar a propagação da COVID-19. A partir de agora, todos os colaboradores que entrarem e saírem do hospital deverão passar pela tenda de descontaminação. 

- PUBLICIDADE -

O processo de desinfecção utiliza um agente descontaminante atóxico à base de Quaternário de Amônia de 5ª Geração, que possui alto poder bactericida e antiviral. O produto age criando uma película que mata os microrganismos como vírus, bactérias, fungos e ácaros. A pulverização deve durar 10 segundos e o colaborador deverá fazer o movimento de rotação do corpo, abrindo os braços para melhor aplicação do produto. 

De acordo com o superintendente do Hospital Márcio Cunha, Dr. Bruno Nunes Ribeiro, o processo garantirá ainda mais segurança a todos que circularem pelas dependências da unidade. “Os nossos colaboradores ao chegarem e saírem do hospital passarão pela tenda e por meio da pulverização serão descontaminados. Reforçamos que nossos colaboradores da área assistencial já utilizam vestimentas específicas para as áreas privativas de atuação e realizam a troca da roupa quando chegam à unidade, mas com a tenda vamos reforçar a segurança para que todos que entrem no hospital estejam livres de contaminação”, afirma o superintendente.

Além de contar com a tenda de descontaminação, os colaboradores da FSFX também seguem orientações do Ministério da Saúde quanto ao uso dos Equipamentos de Proteção Individual (EPI’s). A Instituição adquiriu EPI’s específicos para casos de COVID-19 de forma a oferecer ainda mais segurança aos profissionais e pacientes e, foi criado também, pela equipe de infectologistas da Fundação, um protocolo de utilização dos Equipamentos para garantir o uso correto dos itens.

Outras iniciativas

Outras ações também já foram realizadas anteriormente, com o objetivo de diminuir a circulação de pessoas nas dependências do HMC e unidades:

  • Aquisição de 12 novos respiradores e monitores multiparâmetros;
  • Criação de uma nova Unidade de Terapia Intensiva na unidade I do HMC para atendimento específico dos casos de COVID-19;
  • Disponibilização de um andar inteiro de internação no HMC I para atender aos pacientes detectados com o Corona e que não necessitem de cuidados intensivos;
  • Continuidade dos tratamentos dos pacientes em quimioterapia e radioterapia na Unidade de Oncologia do HMC;
  • Os procedimentos eletivos foram cancelados e as visitas aos enfermos foram suspensas por tempo indeterminado, garantindo apenas os acompanhantes nos casos previstos em lei;
  • Foi alterado o fluxo de atendimento do Pronto-Socorro, com salas específicas para isolamento de pacientes com queixas respiratórias;
  • Criação do Comitê de Gestão de Risco que tem implementado antecipadamente ações de prevenção ao Coronavírus e manter a integridade dos colaboradores, seus familiares e da sociedade;
  • Instalação de barreiras físicas nos guichês de atendimento;
  • Intensificação da rotina de higienização do hospital, principalmente das áreas comuns e de grande fluxo;
  • Aumento da oferta de máscaras cirúrgicas aos profissionais de saúde e de apoio que prestam assistência a menos de um metro de pacientes suspeitos ou confirmados.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, escreva seu comentario!
Por favor, escreva seu nome aqui