Ipatinga intensifica ações de combate a Dengue, Zika e Chikungunya

116
Na reunião do Comitê Municipal de Combate às Arboviroses um sinal de alerta foi transmitido pelos profissionais às lideranças comunitárias e empresariais da cidade

Durante reunião do Comitê Municipal de Combate às Arboviroses, promovida pela Secretaria de Saúde de Ipatinga nesta quarta-feira (19), na Estação Qualifica, um sinal de alerta foi transmitido pelos profissionais às lideranças comunitárias e empresariais da cidade. Embora a situação ainda seja bem mais branda em relação ao que acontece em diversos outros centros urbanos no momento, Ipatinga saltou da Fase 0 para a 1 ao registrar taxa de incidência de 124 casos de Dengue e Chikungunya para cada 100 mil habitantes, nas últimas quatro semanas. No mês de maio, o número era de 66 para cada 100 mil habitantes.  

 

- PUBLICIDADE -

 

A informação requer ainda mais atenção porque no último mês o Ministério da Saúde anunciou, por meio da Nota Informativa 77/2019, o desabastecimento nacional do inseticida Malathion EW 44%, conhecido como Fumacê.      

 

Diante do cenário, já na próxima semana a Prefeitura de Ipatinga irá intensificar as ações de combate ao mosquito Aedes aegypti especialmente nos bairros Bethânia, Bom Jardim, Canaã e Esperança, regiões que registram maior número de casos de Dengue e Chikungunya.  

Mara Fernanda Andrade

A partir de segunda-feira (24), uma força-tarefa será realizada nestas localidades, com a chegada de dez Agentes de Combate a Endemias da Secretaria Estadual de Saúde. Além disso, será dada continuidade ao trabalho de recolhimento de entulhos feito pelos profissionais da Secretaria Municipal de Serviços Urbanos e Meio Ambiente (Sesuma), tudo somado à multiplicação de informações nas escolas e aplicação do fumacê costal nos quarteirões próximos às residências onde houve notificação de arboviroses.

 

Segundo a diretora do Departamento de Vigilância em Saúde, Mara Fernanda Andrade, “mais do que nunca, a responsabilidade da população trabalhar junto com a Prefeitura é grande. Com a falta do Fumacê, que mata o mosquito na fase adulta, os moradores não podem permitir que se forme a larva do vetor através da água parada”, destacou. “Cada família precisa retirar dez minutos para limpar o quintal, verificar constantemente os vasos de plantas, os bebedouros de animais, uma vez que os ovos do mosquito conseguem sobreviver mais de um ano, 450 dias, nesses locais que podem ser criadouros”, explica.

 

Participante da reunião do Comitê, o gerente da Fiscalização de Serviços Urbanos, Eliezer da Silva, informou que somente no último mês a Prefeitura de Ipatinga recolheu aproximadamente nove toneladas de entulhos e materiais inservíveis em toda a cidade. “Nós pedimos à população que realize o descarte de seus entulhos nos lugares certos. Necessário ficar atento também aos horários de recolhimento do lixo doméstico no bairro, a fim de que não haja detritos espalhados pelas ruas”, recomendou.   

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, escreva seu comentario!
Por favor, escreva seu nome aqui