Itabira está entre municípios escolhidos para especialização em Desenvolvimento Sustentável na Gestão Pública

179

Foto: Don Carlos

 

- PUBLICIDADE -

Município investirá na promoção e diversificação econômica com a implantação dos Arranjos e Sistemas Produtivos e Inovativos Locais (Aspil)

Itabira está entre os 100 municípios que estão desde o dia 19/11, em Brasília, no Distrito Federal, para a especialização de Desenvolvimento Local e Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, promovida pela Escola Nacional de Administração Pública (Enap).

Cerca de 1,1 mil gestores e cidades foram avaliados para fazer parte da primeira turma nacional deste programa. “O programa é “altamente qualificativo”, pois conta com professores da ONU e do Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, além de promover um intercâmbio entre secretários e prefeitos de diversas regiões do país”, explicou o secretário de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação de Itabira, Don Carlos.

Vale destacar que essa é a primeira etapa do processo que terminará no dia 14 de dezembro. Em março de 2019, a Escola Nacional de Enap, entidade vinculada ao Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão (MPDG), dará sequência com o segundo módulo.

De acordo com Don Carlos, o município trabalhará para ser referência exercendo fator multiplicador para o desenvolvimento regional.

“Essa especialização tem alto valor agregado, principalmente, para Itabira que iniciou no ano passado a implantação do Programa de Cidades Sustentáveis em parceria com a FIEMG Regional Vale do Aço”.

Para o secretário a oportunidade está sendo muito importante no esclarecimento de como melhor implantar o atendimento das metas do Programa e da Agenda 2030 da ONU.

“Nossa meta será a implantação dos Arranjos e Sistemas Produtivos e Inovativos Locais (Aspil), que nos possibilitará promover a diversificação econômica com o apoio do Governo Federal, já que seremos uma das cidades polo para inserir as metas dos ODS da agenda 2030 da ONU que associa crescimento econômico, social e ambiental”, pontuou.

Incentivadora do Programa Cidades Sustentáveis, a FIEMG Regional Vale do Aço estimula e apoia o engajamento do desenvolvimento sustentável de seus municípios.

“Em 2012 conhecemos a proposta do Programa Cidades Sustentáveis e entendemos ser uma importante ferramenta para a gestão pública, uma vez que possibilita a medida de eficiência do governo municipal. Por meio dos indicadores lançados na plataforma, é possível fazer ampla análise de como anda a saúde, educação, infraestrutura, mobilidade urbana, segurança entre outros”, informou a consultora de projeto social da FIEMG, Patrícia Barbosa.

 Até o momento, 19 municípios receberam capacitação e apoio da FIEMG para potencializar o trabalho da equipe: Itabira, Coronel Fabriciano, Timóteo, Ipatinga, Santana do Paraíso, João Monlevade, São Gonçalo do Rio Abaixo, Belo Oriente, Marliéria, Inhapim, Manhuaçu, Manhumirim, Ipaba, Matipó, Caratinga, Santa Bárbara, Bela Vista de Minas, Rio Piracicaba e Barão de Cocais.

“Itabira compreendeu essa oportunidade e agora se coloca como protagonista para a mudança necessária para o desenvolvimento com uma visão de futuro”, concluiu.

 

O Programa

O Programa Cidades Sustentáveis oferece aos gestores públicos uma agenda completa de sustentabilidade urbana, um conjunto de indicadores associados a esta agenda e um banco de práticas com casos nacionais e internacionais como referências a serem perseguidas pelos municípios.

O objetivo do Programa é sensibilizar e mobilizar as cidades brasileiras para que se desenvolvam de forma econômica, social e ambientalmente sustentável.

Informações sobre o Programa Cidades Sustentáveis através do site https://www.cidadessustentaveis.org.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, escreva seu comentario!
Por favor, escreva seu nome aqui