Portaria federal reconhece equipes do Serviço de Atenção Domiciliar em Ipatinga

91

Implantadas pelo Hospital Municipal Eliane Martins (HMEM) e com serviços custeados atualmente pela Prefeitura de Ipatinga, a Equipe Multiprofissional de Atenção Domiciliar (EMAD) foram habilitadas no último dia 17, através da Portaria Federal nº 3.654, e agora passam a receber recursos da União. As atividades eram mantidas no município desde 1998, recebendo originalmente o nome de Programa de Internação Domiciliar (PID).

- PUBLICIDADE -

A Atenção Domiciliar (AD) é uma forma de prevenção realizada na casa do paciente e preconizada por um conjunto de ações que visa prevenir, tratar e reabilitar. Trata-se de um sistema que possui uma abordagem diferenciada e que varia de acordo com a necessidade do paciente. Os casos de menor complexidade são atendidos pela Equipe de Saúde da Família/Atenção Básica e aqueles que exigem maiores cuidados são acompanhados pelas EMAD.

A diretora do HMEM, Keila Oliveira, explica que um dos grandes benefícios do programa é a desospitalização. “Com o atendimento em casa, algumas internações são evitadas e isso contribui para o giro de leitos, já que casos mais simples, como a aplicação de antibióticos na veia, são assistidos igualmente em domicílio. O serviço atende todos os dias. O acompanhamento profissional acontece mesmo nos fins de semana e feriados”, ressalta.

Estrutura de atendimento

A equipe faz parte do Serviço de Atenção Domiciliar (SAD) – Melhor em Casa. Para este trabalho, Ipatinga conta atualmente com um médico, um fisioterapeuta, uma assistente social e, ainda, uma enfermeira, que realiza o papel de coordenadora, além de quatro técnicas de enfermagem e um motorista. 

O serviço está disponível de segunda a segunda, de 7h às 19h. Só no último quadrimestre de 2019 foram realizados 1.419 atendimentos e 1.981 procedimentos. A média mensal é de cerca de 180 acolhimentos. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, escreva seu comentario!
Por favor, escreva seu nome aqui