Prefeitura de Ipatinga comemora Dia do Doador e reforça chamado à população

12

Estoque do Hemocentro que abastece o Leste de Minas está extremamente baixo

- PUBLICIDADE -

Na próxima quarta-feira (25 de novembro), comemora-se em todo o país o Dia do Doador de Sangue. A data reverencia aqueles que, de forma fundamental, apresentam-se como generosos participantes desta ação, além de servir para sensibilizar a todos quanto à importância do gesto. 

A Prefeitura de Ipatinga, por meio da Secretaria de Saúde (SMS), conta com uma equipe qualificada que é mobilizada para inscrições e triagem das pessoas que se disponibilizam a doar sangue no município. 

A coleta do sangue é realizada no Hemocentro Regional de Governador Valadares, ligado à Fundação Hemominas. E, para ser operacionalizada, a PMI garante o transporte à cidade vizinha em veículo próprio, com 14 vagas, além de cuidar da alimentação dos doadores. Isso é feito uma vez por semana, nas quintas-feiras, com saída às 7h do Hospital Municipal Eliane Martins (HMEM), que fica localizado no bairro Cidade Nobre. O retorno se dá por volta das 14h.

A Agência Transfusional do HMEM realiza o cadastramento de novos voluntários presencialmente, no hospital, e pelo telefone 3828-5637, que funciona 24h por dia.

Monise Fonseca, farmacêutica da Agência Transfusional, ressalta que “segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), se ao menos 2% da população tivesse o hábito de doar sangue regularmente, não haveria escassez nos bancos. Mas a realidade do Vale do Aço é que falta sangue o ano inteiro. Então, uma parcela de menos de 2% é assídua na doação. E neste ano a situação está ainda pior, por conta do Coronavírus, que restringiu mais as doações de sangue no município”, observa. 

Para doar, a pessoa deve ter boa noite de sono na noite anterior, dormindo pelo menos 6h, e não fazer uso de bebida alcoólica. No dia, a orientação é para tomar café ao acordar, porque não é realizada doação em jejum.

Os voluntários devem levar documento de identidade original, que pode ser o próprio RG, a carteira de trabalho ou carteira de motorista. 

A pessoa deve estar bem de saúde, sem resfriados ou gripe. Quem teve Covid deve aguardar 30 dias após a cura para doar e aqueles que tiveram contato com alguém positivo para Coronavírus deve esperar 15 dias.

O uso de medicamentos, tratamentos dentários e cirurgias recentes devem ser informados à Agência Transfusional para que sejam seguidos os protocolos da unidade. No geral, a pessoa que for doar deve ter entre 16 e 69 anos e estar bem de saúde. Outros critérios são explicados pessoalmente pela equipe ou pelo telefone. 

O Hemocentro Regional disponibiliza regularmente em sua página no Instagram como está o estoque, com detalhamento de cada tipo sanguíneo.

“Nós precisamos muito da população do Vale do Aço. Aqui fica o nosso apelo, porque o estoque do Hemocentro que abastece o Leste de Minas está extremamente baixo, principalmente em relação ao grupo sanguíneo ‘O’. Mas todos os grupos sanguíneos são muito importantes e necessários”, reforça a servidora da Agência Transfusional, Monise Fonseca.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, escreva seu comentario!
Por favor, escreva seu nome aqui