Prefeitura oferece curso gratuito para produtores rurais

135

Os participantes da qualificação trabalham com produtos diversificados na zona rural de Ipatinga

- PUBLICIDADE -

Secom/PMI

Orientações são sobre “Boas Práticas de Fabricação Aplicadas na Agricultura Familiar”

Com o objetivo de fomentar e diversificar a economia do município, a Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo de Ipatinga, em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), Sindicato do Trabalhador Rural e Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Minas Gerais (Emater-MG), executa desde esta segunda-feira (11) um programa de qualificação profissional voltado para produtores rurais da zona rural de Ipatinga. O curso de Agricultura Familiar estende-se até quinta-feira (14).

Nos dois primeiros dias, as aulas são ministradas na Estação Qualifica, e estão a cargo da engenheira de alimentos e instrutora do Senar, Rosana Márcia Fiuza Soares. Nos últimos dois dias, os alunos terão aulas práticas no 7º andar da prefeitura. O tema do curso, que faz parte do Programa de Qualificação Profissional, é “Boas Práticas de Fabricação Aplicadas na Agricultura Familiar”.

Os participantes trabalham com produtos diversificados e fazem parte da Associação dos Agricultores Familiares de Ipatinga (Agrifipa) e da Cooperativa dos Agricultores Produtores e Exportadores do Leste de Minas Gerais (Coopeleste).


O secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Luís Henrique Alves, antecipou que já está na programação da pasta a realização de novos cursos na área de produção e empreendedorismo, dentro das orientações do prefeito Nardyello Rocha visando geração de emprego e renda. “Estamos realizando diversos cursos em parceria com o Senar, por meio do Programa de Qualificação Profissional, que possibilita a geração de renda para a comunidade rural e a diversificação da economia. Ipatinga será cidade modelo nos cursos do Senar, tanto para outras regiões mineiras como para outros estados do Brasil”, comentou, com otimismo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, escreva seu comentario!
Por favor, escreva seu nome aqui