Produtores de Dionísio participam de curso para aprimorar produção de mel

88

Crédito das fotos: Flávia Dias

Em parceria com a Emater, as aulas buscam contribuir com o desenvolvimento sustentável da região

- PUBLICIDADE -

Produtores do município mineiro de Dionísio, no Vale do Aço, participaram de um curso de apicultura em que tiveram a chance de aprender ou aprimorar seus conhecimentos sobre o trabalho com abelhas. Promovido pela Fundação Renova em parceria com a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Minas Gerais (Emater), as aulas aconteceram nos dias 10 e 11 de setembro.

Comunidades da sede de Dionísio e do distrito de Baixa Verde participaram dos dois dias de curso e receberam orientações sobre criação de abelhas para a produção de mel, pólen, geleia real ou própolis. 

O curso faz parte do Programa de Retomada das Atividades Agropecuárias, que tem como principal objetivo contribuir com o desenvolvimento integrado dos territórios impactados pelo rompimento da barragem de Fundão. “Queremos dar suporte aos produtores rurais atingidos pelo rompimento da barragem de Fundão, para que eles retomem suas atividades no campo de forma sustentável”, diz Rodrigo Bruschi, especialista socioambiental da Fundação.

Além da troca de saberes, os principais resultados esperados são a melhoria da prática de apicultura e o aumento do número de produtores na região. Nilton Martins, extensionista agropecuário da Emater que ministrou o curso, destaca que a intenção é aumentar a produtividade local. “Como consequência do bom trabalho de criação das abelhas, nossa expectativa é que a produção de mel, própolis e cera cresça”, diz.

Sudário Gomes, presidente da Associação de Moradores de Baixa Verde que acompanhou os dois dias de trocas de conhecimento, observa que a maior parte dos participantes teve seu primeiro contato com o universo da apicultura durante o curso. “Essa é uma chance que as pessoas da comunidade estão tendo de aumentar a renda, já que o problema do desemprego está bem forte por aqui”, afirma.

Próximos cursos

Entre as próximas ações do Programa de Retomada das Atividades Agropecuárias, estão os cursos de fruticultura, que serão realizados nas cidades de Santana do Paraíso, em 23 e 24 de setembro, e Ipaba, nos dias 25 e 26.

Com a Emater, a Fundação Renova já promoveu cursos de Avicultura Caipira para moradores de Sem-Peixe, Rio Casca e Naque, além dos distritos de Cachoeira Escura (Belo Oriente), Pedra Corrida e Assentamento Liberdade (Periquito). Também foi realizado o curso de Horticultura em Messias Gomes, comunidade de São José do Goiabal.

Sobre a Fundação Renova

A Fundação é uma entidade de direito privado, sem fins lucrativos, constituída com o exclusivo propósito de gerir e executar, com autonomia técnica, administrativa e financeira, os programas e ações de reparação e compensação socioeconômica e socioambiental para recuperar, remediar e reparar os impactos gerados a partir do rompimento da Barragem de Fundão, com transparência, legitimidade e senso de urgência.

A Fundação foi estabelecida por meio de um Termo de Transação e Ajustamento de Conduta (TTAC), assinado entre Samarco, suas acionistas, os governos federal e dos estados de Minas Gerais e do Espírito Santo, além de uma série de autarquias, fundações e institutos (como Ibama, Instituto Chico Mendes, Agência Nacional de Águas, Instituto Estadual de Florestas, Funai, Secretarias de Meio Ambiente, dentre outros), em março de 2016. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, escreva seu comentario!
Por favor, escreva seu nome aqui