Programa Direito na Escola da OAB muda rotina de alunos e advogados

164

A rotina dos alunos do turno matutino do 1º ano do Ensino Médio da Escola Estadual Manoel Izidio, Centro de Ipatinga, mudou na última terça-feira (12) com o início das aulas do Programa Direito na Escola, desenvolvido pela OAB Minas por meio da Comissão OAB Vai à Escola. O programa está sendo incluído como disciplina curricular nas escolas do Vale do Aço graças a uma parceria da OAB Ipatinga, por meio da Comissão OAB Vai à Escola de Ipatinga, com a direção da Superintendência Regional de Ensino (SRE) de Coronel Fabriciano.

- PUBLICIDADE -

Nesta quinta-feira (14) será a vez dos estudantes das turmas matutina e noturna do Ensino Médio da Escola Estadual Antônio Luiz, do Bairro Industrial, Santana do Paraíso, assistirem mais quatro aulas do Programa Direito na Escola. Devidamente capacitados, 14 advogados voluntários e inscritos na OAB de Ipatinga, vão se revezar, no período de 12 de junho a 12 de julho, para que os estudantes recebam dentro das salas de aula ensinamentos específicos sobre cidadania, ética, valores e justiça, além de ensinamentos sobre noções de Direito, em forma de palestras ou curso completo.

As escolas foram escolhidas com base no perfil dos estudantes e suas localizações. Na Escola Manoel Izidio, os encontros ocorrerão no turno matutino, as terças e quintas-feiras. Na Escola Antônio Luiz, as aulas do PDE serão durante os turnos matutino, as terças e quintas-feiras; e noturno, terças e quartas-feiras. A expectativa é que o programa seja expandido no segundo semestre para outras escolas da região.

Ansiedade

“O primeiro dia de escola ninguém esquece. Foi muita ansiedade e até insegurança, normal se tratando de uma novidade”, admitiu o advogado voluntário Jarbas Nunes da Fonseca, que nesta terça lecionou para duas turmas no Manoel Izidio. O primeiro dia de aula foi sobre noções básicas de Direito Penal, uma das cinco disciplinas previstas inicialmente no programa.

Experiência, interação na sala de aula e a troca de informações estimularam os alunos. Logo que acabou a aula com 50 minutos de duração, Jarbas foi procurado pelo estudante Vinícius Silva, 15. A dúvida era saber se existia uma Lei específica sobre roubo ou furto de celulares, um crime comum bastante praticado no dia-a-dia. “A curiosidade também partiu dos colegas, que ficaram com vergonha de perguntar. Achei interessante a aula porque chama a atenção da gente pelo fato de ser bem explicativa. Quero aprender sobre Leis, pois meu sonho é servir o Exército Brasileiro quando atingir a idade”, revelou.

 Eduardo Figueredo conversa com alunos da Escola Manoel Izidio (Copy)

O presidente da OAB Ipatinga, advogado Eduardo Figueredo, que também é um dos voluntários, acompanhou o primeiro dia de aula dos professores do Programa Direito na Escola. “É uma grande satisfação em ver a OAB Ipatinga contribuir com a orientação dos adolescentes e jovens do Vale do Aço para a convivência social, com base nos parâmetros da democracia, para o seu desenvolvimento intelectual e moral e, ainda, incentivar o exercício da cidadania. A boa formação cidadã dos alunos e a valorização do ensino educacional no Vale do Aço são objetivos do projeto. Com as crianças e os jovens mais informados, com formação ética e noções reais da vida em sociedade, todos certamente estarão mais preparados para o convívio social em benefício de toda a comunidade e, consequentemente, serão adultos mais conscientes”, acredita.

Na oportunidade o presidente da OAB Ipatinga agradeceu a diretora educacional da SRE, Edvânia de Lana Morais Andrade, e sua equipe “por acreditar no projeto apresentado pela OAB Ipatinga e que hoje já colhem frutos”. Para coordenar o programa, Eduardo Figueredo nomeou a advogada Vanessa Estanislau como presidente da Comissão OAB Vai à Escola de Ipatinga.

Jarbas Fonseca, Grasiele Medeiros, Vinícius Silva e Eduardo Figueredo (Copy)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, escreva seu comentario!
Por favor, escreva seu nome aqui