Ultramaratonista Marilélia Rocha irá percorrer o Circuito Mata Atlântica de Minas na campanha do Dezembro Laranja

28

Câncer de pele – Ultramaratonista Marilélia Rocha corre sem fins lucrativos em uma campanha para o alertar a população. Desta vez a atleta fará o Circuito Mata Atlântica de Minas (São Domingos do Prata MG até Açucena MG)

A atleta de Ipatinga, Marilélia Rocha Ezequiel, que iniciou as ultras de 100km no mês de Dezembro de 2017 durante a campanha “Dezembro Laranja” contra o câncer de pele, já fez 24h em torno da lagoa da Pampulha em Belo Horizonte, percorreu de Ipatinga à Caratinga, cidades como Nova Era, Itabira, João Monlevade, Manhuaçu, Manhumirim, Realeza foram homologadas pela Federação Mineira de Atletismo que acompanha, apoiando e dando veracidade aos feitos realizados pela ultramaratonista, inclui-se também dois anos seguidos correndo do Naque até a Aldeia Indígena Pataxó em Felicina MG pelas causas indígenas, além dos eventos “indoor” uma das especialidades da atleta que corre em esteira longas distâncias por mais de 12h em ambientes fechados como feiras, shoppings e empresas para arrecadar doações em campanhas solidárias.

- PUBLICIDADE -

 Todas essas cidades fazem parte do projeto onde a atleta percorre e realiza palestras interagindo com atletas e toda comunidade local para falar sobre o esporte, superação e o câncer. No mês de Abril a atleta realizou 55 voltas de 1.750m no Parque Ipanema em comemoração aos 55 anos da cidade de Ipatinga, a ultramaratonista homologou pelo segundo ano consecutivo um recorde ainda não realizado por nenhum atleta 54 voltas 94,5km (2018) e 55 voltas 96km (2019).

Marilélia conhecida como Mari Ultra é atualmente a Embaixadora do Dia V (Dia do Voluntariado) pela rede colaborativa “Somos Ponte” apoiada pela FIEMG Regional Vale do Aço título que a atleta tem como meta principal agregar valores das empresas às causas sociais e entidades, levando consigo a mensagem para um mundo melhor com a ODS 3 Saúde e Bem Estar  Os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) são uma agenda mundial adotada durante a Cúpula das Nações Unidas sobre o Desenvolvimento Sustentável em setembro de 2015 composta por 17 objetivos e 169 metas a serem atingidos até 2030.

Há mais de dois anos, Marilélia tem participado de provas na região do Vale do Aço e em outras cidades de todo país. Desde Agosto de 2017 a atleta   compete ultramaratonas compartilhando sempre os benefícios do esporte como prevenção de doenças e melhora na qualidade de vida das pessoas. 

Com esta campanha está atingindo seu objetivo que é levar informação e alertar as pessoas para um problema que atinge toda a população do mundo inteiro, o Câncer de Pele. “O câncer não tem idade, sexo nem classe social, está aí no nosso dia a dia, é preciso prevenir”.  Afirma Marilélia

Agência de Desenvolvimento do Circuito Turístico Mata Atlântica de Minas, conhecida como CTMAM, é uma instância de governança regional que visa organizar, desenvolver e consolidar a atividade turística de forma sustentável e descentralizada, com a participação da sociedade civil, sob a tutela da Secretaria de Estado da Cultura e Turismo (Secult). Atualmente somos 11 filiados, mantemos parcerias com diversas entidades e fomos cofundadores dos projetos Turismo no Vale e Sabores e Natureza. O atual quadro de associados ao CTMAM tem os seguintes municípios mantenedores: Açucena, Antonio Dias, Belo Oriente, Coronel Fabriciano, Dionísio, Ipaba, Ipatinga, Marliéria, Santana do Paraíso, São Domingos do Prata e Timóteo.

O CTMAM já estabeleceu parcerias de colaboração e troca de know-how com entidades como Sebrae/MG, Vale do Aço Convention & Visitors Bureau (VAC&VB), Sindhorb, Sindcomércio, Sindvest, Instituto Cenibra, Fundação Aperam e Instituto Usiminas.

A ultramaratonista percorrerá em sete dias e passará por dez dos onze municípios do Circuito saindo da cidade de São Domingos do Prata MG no dia 16 de Dezembro às 9h da manhã com previsão de chegada na cidade de Açucena MG dia 22 de Dezembro de 2019. Este evento é relevante para os municípios de toda região Metropolitana do Vale do Aço tendo como objetivo divulgar e promover o esporte e com isso o bem estar físico, mental e a integração social, como também divulgar o turismo e o meio ambiente. A coleta de dados, mapeamento e registros posteriormente serão utilizados em uma produção de palestras e visitas aos municípios para divulgação em escolas e universidades com objetivo educacional e ambiental.

A atleta terá como principais apoiadores Federação Mineira de Atletismo, Polícia Militar de Minas Gerais e Polícia Militar do Meio Ambiente, Polícia Militar Rodoviária, Corpo de Bombeiros Militar, Polícia Civil, Agência de Desenvolvimento do Circuito Turístico Mata Atlântica de Minas (CTMAM) além das secretarias e prefeituras municipais das cidades do circuito.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, escreva seu comentario!
Por favor, escreva seu nome aqui