Unimed treina Cuidadores de Idosos - Silmara de Freitas - Portal de notícias do Vale do Aço.Silmara de Freitas – Portal de notícias do Vale do Aço.
  • Silmara de Freitas - Portal de notícias do Vale do Aço.

Silmara no Facebook Silmara no Instagram

Gerais
0

Unimed treina Cuidadores de Idosos

IMG_20171108_195254219 (Copy)

Pensando em promover ações que estimulem o autocuidado capacitando e reciclando o profissional que cuida de idosos, a Unimed Vale do Aço promoveu mais um Treinamento para Cuidadores com o intuito de incentivar o bem–estar e a qualidade de vida do idoso. O evento que é de organização do Setor de Saúde Integral contou com a presença de 36 participantes que foram capacitados e puderam participar de cinco palestras relacionadas ao cuidado com a pessoa idosa.

O curso foi realizado no auditório do Hospital Metropolitano Unimed Vale do Aço e foi ministrado por uma equipe multidisciplinar. Dando início ao ciclo de palestras a fonoaudióloga Danielly Yamagata falou sobre “Como a fonoaudióloga pode ajudar na 3ª idade”. A profissional começou explicando sobre a disfagia, que é a dificuldade em engolir o alimento e/ou saliva. “Sabemos que ocorre o envelhecimento natural das estruturas envolvidas na deglutição, como o lábio, a língua e a bochecha e essa é uma das causas da disfagia, outra razão pode estar relacionada a problemas neurológicos”.

Em seguida foi a vez da nutricionista Luciana Ferreira explicar sobre “Dieta Industrializada x Dieta Artesanal e seus riscos”. “A nutrição enteral é uma forma alternativa terapêutica para alimentar pessoas que não podem e/ou não conseguem se alimentar pela boca em quantidade suficiente para manter a saúde. E é administrada ao paciente por meio de uma sonda fina posicionada via nasal ou implantada no estômago, duodeno ou jejuno. E temos a nutrição caseira ou artesanal e a industrializada, sendo que a última é a mais recomendada, pois exige pouca manipulação do cuidador e reduz a chance de contaminação”, afirmou.

A terceira profissional a falar aos participantes foi a enfermeira da Unimed Vale do Aço, Lorena Pires que falou sobre “Prevenção de quedas com o idoso e lavagem das mãos”. “É importante preparamos o ambiente para o idoso tornando a casa mais segura, sempre bem iluminada, além de colocar barras de suporte nas paredes junto ao chuveiro e ao vaso sanitário e corrimão nas escadas. Tudo isso são formas de prevenirmos quedas, pois os ossos de uma pessoa idosa envelhecem e perdem resistência e densidade o que dificulta a recuperação de uma fratura”, explicou.

A penúltima palestra foi ministrada pela fisioterapeuta Cynthia de Vasconcelos, coordenadora da fisioterapia da Unimed Vale do Aço. Ela falou sobre “Cuidados com o paciente em uso de traqueostomia”. “A traqueostomia é uma intervenção cirúrgica que consiste na abertura de um orifício na traqueia e na colocação de uma cânula para a passagem de ar e tem alguns erros comuns que as pessoas cometem. Então é importante que os cuidadores sejam treinados para estarem aptos a lidarem com esses pacientes”, ressaltou.

Fechando o treinamento foi a vez do médico intensivista e cooperado da Unimed Vale do Aço, dr Gustavo Barcelos falar sobre “Cuidados Paliativos: a medicina e a arte de cuidar”. O profissional falou sobre o aumento da expectativa de vida do brasileiro e sobre o envelhecimento da população. “Quanto melhor a gente tratar as pessoas, elas vão viver mais e ao envelhecer vão precisar de cuidados. E cuidados paliativos são uma abordagem para melhoria da qualidade de vida de pacientes e familiares que enfrentam uma doença ameaçadora da vida, através da prevenção e do alívio do sofrimento. Essa é a questão, cuidar para que a pessoa viva, mas viva com qualidade e reconhecer que o doente não perdeu sua identidade, devemos deixá-lo participar do seu tratamento e da escolha de como ele quer ser cuidado”, finalizou Dr Gustavo.

A cuidadora Érica Juliana participou do evento e disse ter aprendido bastante. “Aprendi muito nesse dia de treinamento. Eu fiz o curso que foram oito semanas e não aprendi nesse tempo todo, o monte de coisa que aprendi aqui. O treinamento foi mesmo uma preparação para cuidar do idoso, achei muito interessante os temas escolhidos para as palestras. E mesmo com pouco tempo o curso conseguiu unir a parte teórica com a prática e isso foi muito bom”, considerou a cuidadora.

Compartilhe:
  • googleplus
  • linkedin
  • tumblr
  • rss
  • pinterest
  • mail
Silmara de Freitas

Sobre a colunista: Silmara de Freitas

Existem 0 comentários

Deixe um comentário

Quer expressar sua opinião?
Deixe uma resposta!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado