Usiminas recebe 12 mil mudas de espécies da Mata Atlântica para recuperação de nascentes

146

O Programa Mobiliza Todos pela Água, realizado pela Usiminas em parceria com a Associação e Consórcio dos Municípios do Vale do Aço (AMVA/CIMVA), recebeu uma doação de 12 mil mudas de árvores nativas da Mata Atlântica. A doação foi formalizada na última segunda-feira (15/3), em almoço oferecido ao engenheiro ambiental Ivan Leal, doador das mudas produzidas no Viveiro Mata Verde, em Santana do Paraíso.

- PUBLICIDADE -

As novas plantas beneficiarão os 54 municípios que fazem parte do programa no trabalho de recuperação de nascentes e áreas degradadas. Foram doadas mudas de lobeira, boleira, papagaio, pau-viola, aroeira pimenta, paineira, pau-d’alho e sangra d’água. Essas espécies foram selecionadas por terem grande potencial de fixação no solo, baixa perda durante o plantio e manejo e por promoverem a recomposição vegetal e a recuperação de áreas degradadas.  “Aumentei a minha produção de mudas e, vendo a situação da nossa região e bom trabalho que vem sendo realizado, decidi contribuir com o programa”, informa Leal.

As parcerias fazem parte de um ponto chave do projeto, conforme conta o coordenador do Programa pelos Caminhos do Vale, Henrique Hélcio. “É essa mobilização que faz esse programa ter esse alcance. Além dos nossos parceiros, temos que mobilizar a comunidade. Essa doação mostra a credibilidade tanto do Mobiliza pelos Caminhos do Vale e do Todos pela Água, devido a seus resultados, além de ser um legado para as próximas gerações”, afirma o coordenador.

Mobiliza Todos pela Água

 

O programa surgiu a partir da contrapartida solicitada pela Usiminas das cidades que recebem a doação do agregado siderúrgico da empresa para a pavimentação de estradas rurais por meio do Mobiliza pelos Caminhos do Vale. No âmbito da ação, as nascentes são identificadas e mapeadas pelo Instituto Interagir, de Ipatinga. Logo após, é realizada uma caracterização ambiental e um estudo das suas bases cartográficas. Esse estudo já identificou as nascentes que receberão as 12 mil mudas, que estão sendo repassadas aos municípios. Cada um deve receber entre 500 e mil mudas.

“Identificamos as nascentes para saber como se encontram suas características hidro ambientais, o seu topo de morro, a área de proteção permanente e a área de mata ciliar. A partir daí fazemos a leitura dessa base cartográfica e recomendamos aos municípios, já com as coordenadas geográficas e com a microbacia identificada, a transportar essas mudas para essas propriedades”, explica Hélcio.

Para receber as mudas, o proprietário da área onde a nascente está localizada assina um termo com o CIMVA, a Usiminas e a prefeitura municipal. As árvores devem ser plantadas nos locais indicados para a recuperação das nascentes com o objetivo de aumentar sua produção de água.

 

Sobre a Usiminas

 

A Usiminas é líder no mercado brasileiro de aços planos e um dos maiores complexos siderúrgicos da América Latina. A companhia conta com unidades industriais e logísticas localizadas em seis estados do país e está presente em toda a cadeia siderúrgica – da extração do minério, passando pela produção de aço até sua transformação em produtos e bens de capital customizados para o mercado. Possui, hoje, o maior e mais inovador Centro de Pesquisa e Desenvolvimento em siderurgia da América Latina. O avanço registrado pela siderúrgica nos últimos anos garante inovação, tecnologia e qualidade em todas as linhas de produção, e permite à empresa oferecer ao mercado um portfólio diversificado, com destaque para produtos e serviços de alto valor agregado. Por sua gestão ambiental, a Usiminas foi a segunda siderúrgica do mundo certificada com a ISO14001, gerando maior produtividade com menor consumo. A companhia contribui ainda para o desenvolvimento das comunidades onde atua, por meio do Instituto Usiminas e da Fundação São Francisco Xavier, oferecendo projetos nas áreas de saúde, educação, cultura, esporte e desenvolvimento social. As ações da Usiminas são negociadas nas bolsas de valores de São Paulo, Nova Iorque (ADR nível I) e Madri.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, escreva seu comentario!
Por favor, escreva seu nome aqui