Viemos para renovar, afirma Alê Silva em sua primeira entrevista coletiva

10

DEPUTADA Federal eleita Alê Silva ao lado do também eleito para o primeiro mandato como Deputado Estadual, Cel. Sandro

CRÉDITOS: Assessoria de Comunicação da Deputada Federal Alê Silva

Na tarde desta terça-feira (9), a Deputada Federal do Vale do Aço, Alê Silva (PSL), eleita com 48.043 votos, recebeu a imprensa do Vale do Aço para a primeira coletiva.

Residente em Cel. Fabriciano, com um escritório de advocacia na cidade e outro em Ipatinga, onde ocorreu a entrevista, a deputada que tomará posse no dia 1º. de janeiro de 2019, vem fazendo história.

Não apenas por se eleger logo na primeira tentativa, já que nunca antes havia concorrido a qualquer cargo público, mas também por se tornar a primeira mulher eleita Deputada Federal na região e a   única eleita pelo PSL em Minas Gerais a ocupar uma vaga no Congresso Nacional. Desta forma, no Vale do Aço, foi quebrado o jejum que vinha desde 2010, último ano que a região contou com uma representação na Câmara dos deputados. Além disso, desde 1987, há 31 anos atrás, não era eleito um Deputado Federal de partido de direita fabricianense.

Logo no início da campanha Alê Silva, assinou uma Escritura Pública de Compromisso abrindo mão de todos os privilégios políticos, tão logo seja empossada. Também renunciou ao Fundo Partidário.

“Acreditamos que dinheiro público deve ser usado em favor da população e não em campanhas políticas”, salientou.

Durante o encontro, Alê Silva estava acompanhada do Coronel Sandro (PSL), também eleito para o primeiro mandato na Assembleia Legislativa com 48.533 votos.

entrevista coletiva ale silva 2,jpeg (Copy)

“Viemos para renovar realmente. Provamos que é possível fazer uma campanha limpa, sem dinheiro público, sem falsas alianças e sem danificar o meio ambiente com descarte de material nas ruas”, afirmou a Deputada Eleita.

“Vamos lutar pela transparência e fiscalização das contas públicas e buscar soluções para este problema que vem se arrastando há anos. Focaremos o nosso trabalho ainda na revisão tributária para começar a gerar novos postos de trabalho. Esperamos fazer isso em tempo recorde. E ao destinar emendas, vou fiscalizar para saber se realmente são usadas para a finalidade para as quais serão destinadas”, enfatizou Alê Silva ao longo da entrevista.

“Esta foi a eleição mais ideológica que tivemos nos últimos tempos. Um verdadeiro embate entre a direita e a esquerda. E acreditamos que quem votou no nosso projeto, acredita na   moral, família e bons costumes”, analisou ao final o Coronel Sandro, sobre o processo ocorrido no último domingo (7).

A advogada e perita contábil Alê Silva, foi atuante nos movimentos ‘Vem Pra Rua Fabri’, ‘Direita Minas Ipatinga e Avança Minas’. Também ajudou efetivamente da criação do ‘Observatório Social Paff – Patriotas in Foco Fabriciano’, um órgão de Direito Público cujo objeto principal é a fiscalização de contas públicas dos Governos Municipais, Estaduais e Federal sob orientação do Contas Abertas Nacional. Ela ainda participou ativamente dos movimentos pró-impeachment em Brasília, da desocupação do colégio Estadual Giovanini em Coronel Fabriciano em 2016, contra os aumentos dos próprios salários pelos vereadores de Coronel Fabriciano em 2017, pela manutenção da prisão após a condenação em 2ª Instância e a favor da paralisação dos caminhoneiros deste ano. Também apoia as ações da Operação Lava Jato.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, escreva seu comentario!
Por favor, escreva seu nome aqui