Contação de histórias e lives no Oficinas Culturais – Trocas Coletivas

  Depois das videoaulas de iniciação teatral, danças urbanas e maquiagem a programação do projeto Oficinas Culturais – Trocas Coletivas inicia uma série de lives, com importantes profissionais das artes cênicas e grupos regionais. No mês de outubro participam Luiz Carlos Vasconcelos, Wladimir Medeiros e Raysner de Paula, cada um com um tema específico. 

Mas antes de iniciarmos as conversas, o projeto abre espaço para a criançada e apresenta uma live com o DaMa Espaço Cultural, que nos brinda com uma contação de histórias, às 17h do dia 12 de outubro, comemorando o dia da criança.  O grupo apresenta Sobre Meninos e Rios, uma história repleta de poesia, uma aventura para crianças de todas as idades pela sonoridade, pelos silêncios e grandezas das palavras. 

A DaMa é uma associação cultural com sede na cidade de Timóteo. Desde 2015 produz espetáculos teatrais. Em seu portifólio mais de 15 trabalhos, apresentados no Vale do Aço e em outras localidades, contabilizando um público de aproximadamente 10 mil pessoas. De acordo com Mari Antonacci, uma das atrizes e produtora do DaMa, a missão do grupo é contar histórias mundo afora. Além de produções teatrais, trabalhamos com intervenções corporativas, contações de histórias e eventos como feira de troca de brinquedos, brincadeiras na praça, Arraiá do Coliseu, meditação na praça, entre outros, destaca a produtora. 

Luiz Carlos Vasconcelos

Na quinta-feira, 15 de outubro (20h), no canal do projeto no You Tube – Oficinas Culturais Ipatinga, “A Construção da Personagem e seus Arquétipos” é o tema da conversa com o ator e diretor de teatro Luiz Carlos Vasconcelos, com participação do ator e diretor de teatro do Vale do Aço, Pedro Barroso. 

Vasconcelos é formado em Letras, na Universidade Federal da Paraíba e cursou Artes Cênicas na Dinamarca. É diretor e fundador da Escola de Teatro e Circo Piolim. Em 1978 criou o palhaço Xuxu, com o qual tem intensa atuação circense. Integrou a Intrépida Trupe, grupo criado em 1988, que mistura teatro e dança, com o humor de palhaços em números acobráticos.  Estreou no cinema no papel do cangaceiro Lampião, em Baile Perfumado, filme pernambucano de 1996. Com o espetáculo Vau da Sarapalha, de Guimarães Rosa, montado com o grupo Piolim, Vasconcelos, que assina a adaptação, direção, a cenografia e iluminação, acumulou prêmios e ganhou reconhecimento em todo o país. 

As lives do Oficinas continuam no dia 21 de outubro com Wladimir Medeiros, participação de Morrison Deolli  com o tema “Iluminação Cênica – Processos de Criação e Carreira” e no dia 28 de outubro com Raysner de Paula, com participação dos atores e diretores do Vale do Aço Léo Coessens e Bárbara Pavione, com o tema “Dramaturgias e Infâncias: Díalogos e Narrativas da Contemporaneidade.

Toda programação do Oficinas Culturais – Trocas Coletivas, que vai até novembro, será disponibilizada em formato online nas plataformas e redes sociais do projeto: Youtube – Oficinas Culturais Ipatinga e Instagram – @oficinas_culturais_Ipatinga.  

O Oficinas Culturais – Trocas Coletivas conta com o patrocínio da Usiminas, Pedreira Um Valemix e Valemassa, e conta com o Incentivo do Governo do Estado de Minas Gerais por meio da Lei estadual de Incentivo à Cultura. A realização e direção de produção é de Claudinei de Souza, com produção de Marilda Lyra e Rodolfo Bello. Informações pelos telefones (31) 98883 – 3142, (31) 99966 – 4166 e (31) 98662 – 4085. 

Serviço:

Oficinas Culturais – Trocas Coletivas 20 anos
Local: Youtube – Oficinas Culturais Ipatinga 

Programação Outubro 2020: 

Dia 12, às 17h: Contação de Histórias “Sobre Meninos e Rios” – DaMa Espaço Cultural

Dia 15, às 20h – Live com Luiz Carlos Vasconcelos, com participação de Pedro Barroso – “A construção da personagem e seus arquétipos” 

Dia 21, às 20h – Live com Wladimir Medeiros, com participação de Morrison Deolli – “Iluminação Cênica – Processos de Criação e Carreira”

Dia 28, às 20h – Live com Raysner de Paula, com participação de Léo Coessens e Bárbara Pavione – Dramaturgias e Infâncias: Díalogos e Narrativas da Contemporaneidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, escreva seu comentario!
Por favor, escreva seu nome aqui