Novembro Azul: colaboradores da Unimed Vale do Aço participam de roda de conversa

30

Adotada por vários países como forma de chamar a atenção dos homens para a importância da prevenção do câncer de próstata, o mês de novembro ganha a cor azul. Somada a conscientização, a campanha tem como foco mudar os hábitos e atitudes do público masculino em relação a sua saúde e seu corpo, incentivando assim, o diagnóstico precoce da doença. Na Unimed Vale do Aço, em alusão a ação,uma roda de conversa foi realizada entre os colaboradores.

- PUBLICIDADE -

Coordenado pelo médico do trabalho e cooperado, Dr. Jadson Pereira, o encontro contou com a participação de colaboradores de diversos setores. Além de focar na temática do câncer de próstata, o médico também trouxe para debate outras questões relacionadas a saúde do homem.

“O câncer de próstata, por ser o segundo que mais acomete o homem, ganha maior destaque neste mês. O homem tem essa cultura de não se cuidar ou ir ao médico, falamos cada vez mais como forma de incentivar não só a prevenção desta doença, mas a saúde do homem como um todo, como os índices de colesterol, pressão arterial, diabetes, saúde mental”, afirmou o médico.

A próstata e o câncer

A próstata é uma glândula que só os homens possuem e integra o sistema reprodutor masculino. O câncer ocorre quando células da próstata começam a se multiplicar de forma desordenada. Grande parte dos cânceres de próstata se desenvolvem lentamente, sem sintomas aparentes, o que justifica a necessidade dos exames preventivos.

Em fases mais avançadas, o paciente pode sentir: vontade de urinar com maior frequência, jato urinário mais fino e dificuldade para urinar. Dores ósseas, com ênfase na região das costas, podem ocorrer em casos mais avançados devido à presença de metástases (instalação de um ou mais focos do tumor distantes do local em que ele se originou), e sinalizam que a doença evoluiu para um estágio de maior gravidade.

A doença pode ser diagnosticada por meio de exame físico (toque retal) e laboratorial (dosagem do PSA). Caso sejam constatados aumento da glândula ou PSA alterado, deve ser realizada uma biópsia para averiguar a presença de um tumor e se ele é maligno. Se for, o paciente precisa ser submetido a outros exames laboratoriais para se determinar seu tamanho e gravidade. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, escreva seu comentario!
Por favor, escreva seu nome aqui