Comitiva de Ipatinga se reúne com diretor jurídico do Senado em Brasília

PUBLICIDADE

Vereadores membros da Mesa Diretora da Câmara de Ipatinga protocolaram documento com as demandas da região do Vale do Aço

- PUBLICIDADE -
AAPI
Giganet
Sesi – Senai
Usiminas

Os membros da Mesa Diretora da Câmara Municipal de Ipatinga participaram, na terça-feira (25), de uma agenda com o diretor jurídico do Senado, Alexandre Silveira. Na oportunidade, os parlamentares protocolaram uma série de demandas coletivas que visam o desenvolvimento da região.

Entre as demandas solicitadas, estão a instalação da delegacia da Polícia Federal na cidade, a celeridade nas obras do aeroporto regional e a agilidade na duplicação da rodovia 381. Em nome do presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, o diretor jurídico recebeu os vereadores e se prontificou a ajudar com as solicitações.

A visita institucional à presidência do Senado contou com a presença do presidente da Câmara de Ipatinga, Toninho Felipe (Cidadania), do vice-presidente, Adiel Oliveira (PMN), 1º secretário, Ley do Trânsito (PSD), e do 2º secretário, Zé Terez (PSL).

“Fomos muito bem recebidos pelo diretor jurídico do Senado, Alexandre Silveira, em nome do presidente Rodrigo Pacheco. Essa agenda é muito importante para a cidade de Ipatinga e região, uma vez que demandas protocoladas impactam diretamente na qualidade de vida da nossa população. Estamos certos de que eles irão defender os interesses da nossa região”, disse o presidente da Câmara de Ipatinga, vereador Toninho Felipe.

Infraestrutura viária e aérea 

A duplicação da BR 381 é um pleito antigo do Vale do Aço, uma vez que a rodovia é uma das principais vias de acesso da região. Em março deste ano, o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, anunciou que R$ 63 milhões foram assegurados no orçamento federal para as obras na rodovia, que envolvem duplicação e melhorias da infraestrutura.

No mês de agosto do ano passado, o Ministério da Infraestrutura enviou para o Tribunal de Contas da União (TCU) o projeto de concessão da BR-381 e da BR-262, totalizando 686,1 quilômetros de extensão.

As expectativas é de que a liberação seja feita em breve pelo órgão. Inicialmente, as perspectivas eram de que o edital fosse publicado no fim do ano passado e que a licitação ocorresse até março deste ano. Segundo informações do Ministério da Infraestrutura, investimentos na ordem de R$ 7,7 bilhões estão previstos.

Outro pleito dos parlamentares é a continuidade das intervenções no aeroporto regional. As obras de restauração tiveram início no mês de abril. O investimento autorizado pelo Ministério da Infraestrutura em outubro passado soma-se R$ 13,2 milhões, para melhorar a segurança operacional do aeroporto.

Os investimentos serão divididos entre a União (91% dos recursos) e a Secretaria de Estado de Infraestrutura e Mobilidade de Minas Gerais (9%). Os recursos do Governo Federal são oriundos do Fundo Nacional de Aviação Civil (FNAC).

Serão realizadas obras de restauração do pavimento da pista de pouso e decolagem, das taxiways, do pátio de aeronaves, além da execução da nova sinalização horizontal. A conclusão das obras está prevista para o segundo semestre de 2021.

“Nós do Vale do Aço estamos sofrendo com o isolamento por conta da nossa infraestrutura viária e aérea. Nossa região é muito rica e reconhecida internacionalmente pelo nosso polo metalúrgico. Se só os problemas da 381 já são terríveis, tivemos um agravante ainda maior, com a paralisação do aeroporto. As obras já iniciaram, mas viemos pedir ao senador para que nos ajude para que não haja nenhuma interrupção e que o mais breve tenhamos o aeroporto funcionando novamente”, disse o vice-presidente da Câmara, vereador Adiel Oliveira.

PF

Também durante a visita dos vereadores ao Senado, a Mesa Diretora aproveitou a oportunidade e solicitou ao diretor que fosse retomada as conversas para instalação de uma delegacia da Polícia Federal em Ipatinga. A demanda não fazia parte da pauta, porém é um assunto de extrema relevância para o Vale do Aço.

“Estou acompanhando desde o ano passado os passos para a instalação da delegacia da PF em nossa cidade. Estive em Brasília, em uma comitiva em 2020, em reuniões com ministro da Justiça e as conversas estavam bem avançadas, porém não havia sido efetivada. Pedimos apoio a presidência do Senado para dar celeridade a esse processo. A instalação da delegacia é um sonho de uma maior comodidade para usufruir da prestação de serviços da Polícia Federal na nossa região”, relatou o 1º secretário da Câmara de Ipatinga, vereador Ley do Trânsito.

Em setembro de 2019, a cidade recebeu a confirmação técnica quanto à viabilidade concreta de implantação de uma delegacia da instituição na cidade.

Um estudo técnico de viabilidade feito pela Polícia Federal apontou que Ipatinga possui todos os requisitos para comportar a abertura de uma delegacia da PF. A unidade seria de médio a grande porte, podendo receber cerca de 40 servidores para atender todo rol de serviços prestados pelo organismo.

Emissão de passaporte, controle migratório, acordos celebrados pela Polícia Federal com organismos nacionais e internacionais, informações de interesse para os aposentados e pensionistas da PF, controle de armas, leilões organizados pelo órgão, produtos químicos e segurança privada são alguns dos serviços que estarão à disposição da população com a chegada da Delegacia da Polícia Federal. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, escreva seu comentario!
Por favor, escreva seu nome aqui