Capela de Cocais reabre neste domingo após 10 anos fechada

DCIM100MEDIADJI_0307.JPG
PUBLICIDADE

A comunidade católica de Cocais assistirá neste domingo, dia 30, a reabertura da Capela de Nossa Senhora das Vitórias após uma grande reforma. A solenidade terá 2 momentos: um político, na escadaria da capela e, um religioso, que começará na entrada com a bênção das portas, o recebimento da chave do templo e em seguida a procissão de entrada até o altar. Devido à pandemia do Coronavírus, os convites para a cerimônia foram limitados.

- PUBLICIDADE -
Unimed Vale do Aço
Usiminas
Sesi – Senai
SVA
Câmara Ipatinga
PMI VACINAÇÃO
FSFX
Copasa
AAPI
Giganet

O templo ficou fechado por 10 anos após a interdição em 2011, devido às péssimas condições das instalações. Em 2020, a administração municipal autorizou a reforma e aprovou a liberação de R$179 mil em recursos próprios sob deliberação do COMPAC – Conselho Municipal do Patrimônio Cultural. A obra foi feita pela Construtora Engecel e pela Secretaria de Governança de Obras e Serviços Urbanos com supervisão da Coordenação de Cultura do município, do COMPAC e da paróquia.

VALOR HISTÓRICO E RELIGIOSO

Construída em 1955, a Capela foi obra dos próprios moradores por incentivo de dois padres da época, Pe. José Gonçalves da Costa e Pe. Renato Van Gessel. A edificação em alvenaria desenvolveu-se em regime de mutirão, incluindo a fabricação dos tijolos, das portas, janelas e da estrutura do telhado, com madeira extraída nas redondezas e transportada em procissão nos lombos de burros. Em 1999 a igreja teve seu tombamento realizado com a finalidade de preservar as peculiaridades do templo, típico do meio rural.

CUIDADOS NA REFORMA

O restauro procurou seguir todos os rigores dos projetos executados em elementos tombados, mantendo a originalidade da edificação nas partes externas e internas. A pintura da fachada buscou valorizar os entalhes e detalhes em relevo que adornam as janelas, a porta principal, os pilares laterais e o baldrame. A beira e o forro do telhado foram substituídos e a cobertura do sino na área externa, refeita. Os altares passaram por um processo de descolonização e recomposição de detalhes além de um minucioso trabalho de pintura. A imagem de Nossa Senhora das Vitórias não precisou de intervenção e está preservada na forma original.

VALORIZAÇÃO DO PATRIMÔNIO

A coordenadora de Cultura, Bia Antunes, lamenta as restrições que impedem a realização de uma grande festa na localidade. “Infelizmente não podemos promover aglomeração, então comemoraremos com restrições. Para nós, esta Capela tem um grande valor cultural e para Cocais, um grande valor religioso e histórico. São as raízes do nosso povo sendo preservadas”, disse.

Carlos Alberto Serra Negra, Secretário de Governança Educacional e Cultura diz que os investimentos na recuperação de bens do patrimônio público municipal integram uma política de governo. “Ao garantir a preservação do nosso patrimônio histórico, como a Capela de Nossa Senhora das Vitórias, estamos mantendo viva a nossa história. Isso faz parte do Plano de Governo e integra nossas políticas públicas para a Cultura e o Turismo”, disse. 

O Secretário de Governança Estratégica da Qualidade, Inovação Tecnológica e Sustentabilidade Econômica, Homero Quinete ressalta a importância do investimento. “Trata-se de um importante investimento na cultura da nossa cidade, que ao longo dos últimos governos ficou ao desdém, haja vista que com o convênio feito pelos governos anteriores com a Secretaria de Estado dos Direitos Difusos os recursos, apesar de terem aberto até conta no Banco do Brasil, nunca chegaram ao município”, informou.

CAPELAS E GRUTAS RESTAURADAS

A Capela de Nossa Senhora das Vitórias de Cocais é a segunda restaurada pela gestão do prefeito, Dr. Marcos Vinicius. Em 2019, o município entregou à igreja a Capela restaurada de Nossa Senhora Auxiliadora, anexa ao Hospital Dr. José Maria Morais. A capela do hospital foi construída em 1942 e, assim como a capela de Cocais, ficou fechada um grande período devido à falta de conservação. Tombada como Patrimônio Cultural do município em 1997, pelo decreto 1.033, ficou fechada de 2011 a 2019, quando a administração municipal restaurou todo o imóvel e reinaugurou em 24 de maio de 2019. Além das duas capelas, a administração municipal restaurou as grutas de São José, também em Cocais, e de Santa Terezinha, no Santa Terezinha ll.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, escreva seu comentario!
Por favor, escreva seu nome aqui