Covid-19: ocupação de leitos por não munícipes em Ipatinga atinge 49%

PUBLICIDADE

Município pleiteia ampliação da estrutura de atendimento para fazer frente à demanda local e regional

- PUBLICIDADE -
Usiminas
Giganet
SVA
FSFX
Unimed Vale do Aço
Sesi – Senai
PMI VACINAÇÃO
AAPI
Câmara Ipatinga
Copasa

Na última semana, os hospitais de Ipatinga atingiram índices alarmantes de ocupação dos leitos de UTI Covid-19 SUS. Contudo, dos 45 leitos disponíveis pelo Sistema Único de Saúde (SUS), 49% estão sendo ocupados por pacientes não residentes, ou seja, quase metade da capacidade de atendimento do município é absorvida por enfermos de outras cidades que fazem parte da microrregião atendida por Ipatinga.  

De acordo com o boletim epidemiológico divulgado nesta terça-feira (2), a taxa de ocupação por moradores de outras cidades foi 9,5% maior do que a de pessoas residentes em Ipatinga. Do total de leitos de UTI Covid-19 SUS (45), 23 estavam preenchidos por público extramunicípio, moradores das cidades de Belo Oriente (7), Santana do Paraíso (4), Timóteo (3), Coronel Fabriciano (2), Dom Cavati (2), São João do Oriente, Iapu, Ipaba, Jaguaraçu e João Monlevade. Os moradores de Ipatinga internados eram 21. 

Atualmente, o Hospital Municipal Eliane Martins (HMEM) e Hospital Márcio Cunha (HMC) dispõem, juntos, de 120 leitos de UTI e Enfermaria para tratar pacientes confirmados para coronavírus. O prefeito Gustavo Nunes explica que por Ipatinga se tratar de uma cidade-polo, possui um acordo em saúde com outros 13 municípios da região do Vale do Aço. “Isso significa que, além dos moradores da cidade, também abrigamos pacientes não residentes, provenientes de municípios que compõem a microrregião de saúde”, salienta o prefeito.

NOVOS LEITOS

O chefe do Executivo de Ipatinga estabeleceu como prioridade a abertura de oito novos leitos de UTI para o município. Nesta terça-feira (2), o prefeito comunicou à Secretaria de Estado de Saúde a necessidade de ativação e de recredenciamento de mais leitos de UTI para atender a demanda local e regional. 

“Não vamos medir esforços para trazer esses leitos para o município. Ontem (2) participamos de uma videoconferência com o secretário adjunto de Saúde no estado, Luiz Marcelo Cabral Tavares, e o deputado federal Euclydes Marcos Pettersen Neto, para solicitar o credenciamento, e nos propusemos a custear esses leitos com recursos do próprio município para acelerar o processo de instalação e funcionamento até que o credenciamento seja autorizado”, informou o prefeito.  

Em atendimento à determinação do prefeito para agilizar o processo de implantação dos leitos, o secretário municipal de Saúde, Juliano Nogueira, já requereu ao Estado o envio de aparelhos respiradores. “O município precisa da ajuda do Estado nesse momento. A manutenção de um leito de UTI é muito cara, requer a mobilização de uma equipe muito grande. Para dez leitos de Covid, onde os pacientes são mais complexos, são necessários pelo menos um médico, dois enfermeiros e quatro ou cinco técnicos de enfermagem”, explicou o secretário. 

MEDIDAS

De acordo com o prefeito Gustavo Nunes, as obras de reforma do antigo Restaurante Popular, no Novo Centro, para implantação do Centro de Atendimento para Enfrentamento da Covid-19, estão em fase de conclusão e ficarão prontas em meados de março. A edificação está sendo adaptada à nova finalidade na área de saúde e deverá cumprir esta função até que a vacina contra o Coronavírus esteja ao alcance de toda a população.

“Nossa proposta é que o Centro de Referência componha o fluxo de cuidados na Rede de Saúde, atendendo os casos leves e encaminhando os casos graves para a rede de urgência e emergência. Com este serviço, vamos conseguir fazer a testagem, triagem e acompanhamento dos casos positivos, diminuindo o fluxo nos hospitais”, informou o prefeito. 

A Prefeitura de Ipatinga intensificou as ações de fiscalização e orientação nos estabelecimentos comerciais e espaços de uso coletivo em relação à pandemia. Os donos e frequentadores são instruídos quanto às medidas que buscam conter o avanço da Covid. Algumas das recomendações básicas são o uso constante de máscaras, higienização dos ambientes, disponibilidade de álcool gel e distanciamento de segurança.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, escreva seu comentario!
Por favor, escreva seu nome aqui