CPI da Copasa: Parlamentares ouvirão a comunidade sobre a prestação de serviços

PUBLICIDADE

Contrato que está encerrado há quase dois anos, já está sendo analisado pelo corpo jurídico da Casa Legislativa

- PUBLICIDADE -
Sesi – Senai
Copasa
Usiminas
FSFX
PMI VACINAÇÃO
Câmara Ipatinga
SVA
AAPI
Giganet
Unimed Vale do Aço

Vereadores membros da Comissão que Parlamentar de Inquérito (CPI) que apura as irregularidades da Concessionária de água e saneamento do município, (Copasa) se pronunciaram na tarde desta segunda-feira (18/12) sobre o andamento dos trabalhos realizados desde a instauração da CPI, no último dia 20 de novembro. 

Conforme o presidente da CPI, vereador Welington da Floricultura, várias reuniões entre os membros da Comissão e o corpo jurídico da Câmara foram feitas no intuito de estabelecer um cronograma de trabalho até a data final da CPI. 

“Vamos ouvir a comunidade em uma audiência pública que acontecerá na próxima semana. Queremos ouvir os usuários da Copasa, representantes da empresa, o Poder Executivo, a sociedade civil. São inúmeros os problemas que temos escutado quanto à falta de água no município, registros de muitas ruas com esgoto à céu aberto, queremos entender a alta taxa de esgoto cobrada pela concessionária, e tantas outras questões que envolvem este contrato”, disse Wellington. 

O vereador Hermínio Bernardo que é vice-presidente da CPI explicou o caso do Pedra Branca, em Ipatinga que não há ligação de esgoto em todo o bairro e que muitos esgotos caem diretamente no Ribeirão Ipanema. “Há desnível de esgotos coletados, o que acarreta em muitos problemas no Bairro, e temos que apontar melhorias urgentes para o Pedra Branca. Queremos conhecer à fundo as mazelas deste contrato, para, oportunamente, oficiar o Executivo que está em vias de fazer novo contrato”, comentou o vice-presidente.

Relator da Comissão, o vereador Zé Terez comentou da constante falta de água no município e nas regiões vizinhas, também de responsabilidade da concessionária. “Em vias de uma nova licitação, que sabemos que não é fácil, a Câmara contribuirá com a apresentação de um relatório, no final, indicando os principais problemas”, disse Terez.

Além da audiência, os parlamentares explicaram que vão criar um Whatzapp, que é um aplicativo mensagens para estabelecer um canal direto com a população, especificamente para ouvir sobre a Copasa. 

De acordo com o procurador geral do Legislativo Luiz Antônio Carvalho o relatório final da CPI trará respostas para a sociedade. 

“Até então não houve contato formal com a concessionária de água e o Executivo liberará toda a documentação para embasar a análise do contrato. Mas uma coisa que podemos já informar é que iremos considerar todas as reclamações da má qualidade da prestação do serviço na cidade”, disse Luiz. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, escreva seu comentario!
Por favor, escreva seu nome aqui