CRIANÇAS E ADOLESCENTES Ipatinga promove ação contra abuso e exploração sexual 

PUBLICIDADE

O Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual Contra Crianças e Adolescentes foi lembrado nesta terça-feira (18), em Ipatinga, com uma ação de conscientização promovida pela Secretaria Municipal de Assistência Social (SMAS). Um ato simbólico aconteceu no centro da cidade, com o intuito de reforçar a importância das denúncias de fatos registrados e sua gravidade.

- PUBLICIDADE -
Usiminas
AAPI
Sesi – Senai
EXPO USIPA
Giganet

A psicóloga do CREAS – Centro de Referência Especializado de Assistência Social, Neuza Mires, explica como o município atua em defesa das crianças e adolescentes em alguns dos núcleos mais vulneráveis. “Temos uma equipe formada por psicólogos e assistentes sociais, pronta para intervir nestas questões, procurando oferecer retaguarda para as vítimas e familiares. Contudo, a grande conquista nesta causa é de fato alcançar a eficácia da prevenção. Após o atendimento preliminar das famílias, fazemos a chamada escuta qualificada, o acolhimento dessas famílias. A partir daí trabalhamos nas questões da violência sexual e os meios de superação. No CREAS dispomos de estrutura para realizar este serviço. Algumas palavras de ordem devem ser ressaltadas: Faça bonito. Proteja nossas crianças e adolescentes. Esquecer é permitir, lembrar é combater”, citou.

A data

O Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes é celebrado anualmente em 18 de maio. A escolha desta data está relacionada com o “Caso Araceli”, um crime ocorrido no Espírito Santo, na década de 70, e que chocou o país. Araceli Crespo era uma menina de apenas oito anos de idade quando foi estuprada, torturada e violentamente assassinada, em 18 de maio de 1973. Este crime, apesar de hediondo, ainda segue impune.

Problema grave

De acordo com dados da Secretaria de Direitos Humanos, é assustador o número de casos de violência sexual contra crianças e adolescentes no país. Por isso há uma data especial reservada para chamar atenção para o problema. 

Abuso sexual x Exploração sexual
Não apenas o abuso sexual (que normalmente acontece no seio familiar do jovem), mas também a exploração sexual é combatida nesta data.


Muita gente confunde o significado do abuso sexual com a exploração sexual. São duas coisas diferentes. A exploração sexual consiste em usar a criança ou o adolescente como meio de faturar dinheiro, como “ferramenta” de satisfação sexual. Todas as formas de agressões devem ser denunciadas imediatamente. 

Como denunciar

No Brasil, o Disque 100 é um serviço gratuito que registra denúncias anônimas de jovens que se sintam ameaçados ou que sofreram qualquer tipo de abuso ou exploração sexual. Em Ipatinga, as denúncias podem ser feitas diretamente à Polícia Militar, pelo 190, ou ligando para unidades do CREA – Centro de Referência de Assistência Social: (31) 3829-8427, 9137-1458 e 9137-4093 (Plantão).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, escreva seu comentario!
Por favor, escreva seu nome aqui