“ESTAÇÃO DAS ARTES”

74

Prefeitura de Ipatinga busca apoio para patrocínio de projeto musical

A Prefeitura de Ipatinga, por meio da Secretaria Municipal de Cultura, Esporte e Lazer (Semcel), lançou nesta quarta-feira (28), em publicação no Diário Oficial, um chamamento público visando a captação de patrocínios para o projeto “Estação das Artes”, que será realizado entre  outubro deste ano e dezembro de 2022 nas dependências da Escola de Música e Canto Tenente Oswaldo Machado (TOM).

- PUBLICIDADE -

O projeto visa à promoção da formação artística por meio da musicalização, oferecendo aulas gratuitas. A iniciativa, que envolverá todas as turmas atendidas pela TOM, surgiu a partir de uma constatação: atualmente, quase todos os 120 alunos atendidos possuem instrumento próprio. O grande objetivo, então, é instituir parcerias público-privadas para que o atendimento seja ampliado e que pessoas em vulnerabilidade social também possam ter a oportunidade de se beneficiar do ensino musical. 

“A Escola de Música TOM é  um dos nossos principais instrumentos culturais e, por meio dela, a cidade revela e forma grandes talentos. Este chamamento público tem como ideia proporcionar oportunidades para as pessoas que não possuem condições de ter o seu próprio instrumento. Para abraçar essa causa social, convocamos aqueles que possam ajudar e desejem ser parceiros”, destacou o secretário da pasta, Alesssandro Máximo.

 

Conforme proposto no edital, há um retorno de mídia para cada patrocinador em todas as apresentações da Escola durante o projeto “Estação das Artes”.

Sobre a TOM  

O equipamento público, que já revelou vários artistas de destaque no cenário nacional, foi fundado no ano de 1979. 

As atividades da Escola estão entre as metas do Plano Municipal de Cultura, envolvendo diversas políticas públicas como a formação e valorização de cantores e instrumentistas da região, cursos de Canto Coral Infantil e Prática Instrumental de Violão, Piano, Clarinete, Saxofone, Teoria Musical, Canto Coral Adulto e Flauta Doce.

“A Escola TOM me deu oportunidades incríveis de socialização e aprendizado. Pude conhecer pessoas maravilhosas e excelentes professores. Graças à instituição, hoje sou educadora musical e posso transmitir aquilo que aprendi neste celeiro de formação de grandes músicos”, testemunha a musicista Débora Botelho.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, escreva seu comentario!
Por favor, escreva seu nome aqui