HMU se adequa para atender alta demanda de casos de Covid-19 no Vale do Aço

PUBLICIDADE

O agravamento da pandemia da Covid-19 tem gerado a tomada de medidas mais severas para o combate da doença. Além da dificuldade na compra de insumos e medicamentos, as instituições de saúde também estão na corrida por mais leitos. Em Coronel Fabriciano, a Unimed Vale do Aço já opera no limite de sua capacidade de internações.

- PUBLICIDADE -
AAPI
Giganet
Sesi – Senai
Usiminas

“Desde o início da pandemia estamos trabalhando para que o nosso atendimento siga com qualidade e excelência. Há alguns meses temos observado que o fluxo no Pronto Socorro, bem como a realização de testes e as internações estão aumentando. Destinamos em nosso hospital uma ala para pacientes com Covid, mas, todos os dias, precisamos incorporar novos leitos em função do crescimento dos casos”, explicou o diretor de Provimentos em Saúde e médico cooperado, Dr. Érico Fantini.

Dados da administração do Hospital Metropolitano Unimed apontam que da última segunda-feira (15) até esta quarta-feira (17), 359 exames de Covid-19 foram realizados, sendo 56 por coleta domiciliar e 196 por meio do drive thru. 

Já em relação à ocupação de leitos para Covid-19, a Unimed Vale do Aço hoje opera com 150% de sua capacidade. “Temos um número de apartamentos na ala C destinados aos casos de pacientes infectados pelo novo coronavírus, e vamos fazendo a movimentação de acordo com a demanda. Nessa área, há apartamentos/enfermaria e leitos de UTI Covid. Os apartamento podem ser transformados em enfermaria, e é o que vem ocorrendo devido ao aumento do número de beneficiários infectados com a doença. Por essa razão que a nossa ocupação ultrapassa os 100%¨, explicou o diretor de Provimentos em Saúde.

Outra questão levantada pela Cooperativa é a dificuldade em encontrar profissionais da área da saúde para suprir as novas vagas. “Com o aumento do número de pacientes internados e a abertura de leitos, é fundamental a contratação de profissionais, sejam eles enfermeiros, técnicos de enfermagem, fisioterapeutas e outros setores da assistência. Porém, com o agravamento da pandemia, encontrar no mercado profissionais habilitados esta cada vez mais difícil”, acrescentou o médico cooperado.

Dr. Érico Fantini ainda fez um apelo à população. “A situação é preocupante, e muitas pessoas ainda não tem o entendimento da gravidade deste momento que vivemos. Há um ano profissionais de saúde se dedicam a cuidar daqueles que sofrem com a Covid-19 e o que vemos são aumento dos casos e de óbitos. Os pacientes que não necessitam de atendimento de urgência ou emergência devem evitar ir às nossas unidades e nesses casos, o recomendável é que procurem orientações via UnimedFone. Fiquem em casa, usem máscara”, concluiu o médico cooperado.

UnimedFone

Beneficiários Unimed Vale do Aço contam com o serviço de atendimento via telefone. Informações sobre a Covid-19, marcação de atendimentos e exames, incluindo o teste do novo coronavírus, devem ser feitos pelo 31 9 9908 8668/ 2109 8668.

Os testes de Covid-19 podem ser realizados pelo drive thru, porém, é fundamental o agendamento do exame pelos canais de marcação da cooperativa.

Vagas de emprego

Os interessados em integrar o quadro de colaboradores da Unimed Vale do Aço podem cadastrar o currículo no site da cooperativa (https://www.unimedvaledoaco.coop.br/), na aba Trabalhe Conosco. Caso o currículo cadastrado se encaixe em alguma vaga disponível, a Unimed entrará em contato.

As vagas disponíveis também são divulgadas nas redes sociais da cooperativa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, escreva seu comentario!
Por favor, escreva seu nome aqui