Ipatinga pode ganhar Centro de Referência Paralímpico

PUBLICIDADE

Já em análise em comitê nacional, unidade deve funcionar no complexo esportivo e cultural do 7 de Outubro

- PUBLICIDADE -
AAPI
Usiminas
Giganet
Sesi – Senai
EXPO USIPA

O município de Ipatinga pode ser uma das próximas cidades de Minas a receber um Centro de Referência Paralímpico. Atualmente, apenas Uberlândia e Belo Horizonte possuem estes núcleos.

O secretário de Cultura, Esporte e Lazer do município, Carlão Oliveira, e representantes da Secretaria de Educação participaram de uma agenda nesta última terça-feira (28), no Comitê Paralímpico Brasileiro, com sede em São Paulo. Eles foram recebidos pelo diretor de Desenvolvimento Esportivo da instituição, Ramon de Souza. Durante a reunião, a pedido do prefeito Gustavo Nunes, foi entregue a carta de intenções e o projeto básico para a criação da unidade. Este foi o último passo dado pelo governo para o início do estudo de viabilidade técnica.

Também participaram da agenda em São Paulo o presidente da Liespe – Liga Ipatinguense de Esportes Especializados, Ildeu Pereira; as coordenadoras Pedagógica e Técnica de Educação Integral, Patrícia Gomes e Simone Martinho, respectivamente.

O projeto está sendo construído em conjunto, pelas Secretarias Municipais de Educação (SME) e de Cultura, Esporte e Lazer (Semcel). A implantação de Centros de Referência faz parte do Plano Estratégico do Comitê Paralímpico Brasileiro, elaborado em 2017 e revisitado em 2021. O objetivo do projeto é aproveitar espaços esportivos em todas as regiões do país para oferecer modalidades paralímpicas, desde a iniciação até o alto rendimento.

O secretário Carlão Oliveira mostra confiança no atendimento ao pleito de Ipatinga: “Já tem um tempo que o prefeito Gustavo Nunes solicitou que fôssemos atrás do Centro de Referência. Graças a Deus fomos muito bem recebidos pela diretoria do Comitê Paralímpico, e o Ramon de Souza está impressionado com a capacidade comprovada da cidade em receber um núcleo. Inclusive, já adiantou que deverá nos dar um parecer final ainda no início de 2024”, disse.

Passos anteriores para montagem do projeto já vinham sendo dados pelas coordenadoras da Educação Integral, Simone Martinho e Patrícia Gomes, como metas da Secretaria de Educação. A secretária da pasta, Patrícia Avelar, reforçou a importância da implantação do Centro de Referência: “Ipatinga é uma cidade-polo no Estado e referência para toda a região. Temos aqui uma grande demanda de atendimento para pessoas com deficiência. Este Núcleo seria uma oportunidade singular de ampliar os atendimentos que já executamos com o Projeto Escola Integral/Liespe”, pontuou.

A ideia inicial é que o Centro de Referência seja instalado no Centro Esportivo e Cultural 7 de Outubro, no bairro Veneza, recebendo do Comitê Paralímpico Nacional recursos para adequação e custeio do corpo técnico.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, escreva seu comentario!
Por favor, escreva seu nome aqui