Paraíso recebe Jardim Suspenso

PUBLICIDADE

Oficina de arranjo floral aéreo busca aproximar o público da 

natureza, das tradições nipônicas e estimular sua criatividade 

- PUBLICIDADE -
AAPI
Giganet
Usiminas
EXPO USIPA
Sesi – Senai

SANTANA DO PARAÍSO – O projeto Jardim Suspenso chega à cidade de Santana do Paraiso, no próximo dia 29, e propõe a realização de uma o trazendo na programação a oficina de Kokedama, técnica japonesa de plantio em bolas de musgo ou fibra de coco. “Por meio das atividades ministradas durante a aula, os participantes serão estimulados a vivenciar o contato com a natureza ao trabalhar com a terra, manter contato com as plantas e desenvolver habilidades manuais de forma sensível e artística, além de se aproximar das tradições japonesas”, anuncia a engenheira agrônoma Grasiele Moreira Silva, que ministrará a aula.  Especialista em Proteção de Plantas, pela UFV – Universidade Federal de Viçosa; mestra em Artes, Urbanidades e Sustentabilidade, pela UFSJ – Universidade Federal de São João Del-Rei, Grasiele é colecionadora de cactos e suculentas há aproximadamente 20 anos. Ela ministra cursos, oficinas relacionadas a plantas ornamentais, paisagismo; e trabalha com agroecologia e agricultura familiar. 

Kokedamas são uma modalidade de arranjos de plantas aéreas. “ A técnica nipônica é uma alternativa para suspender, sem nenhum tipo de jardineira, espécies de plantas que precisam de terra. De origem japonesa, a kokedama nasceu para levitar, é um arranjo que deve ser pendurado, o que dá a essência e o design típicos de plantas suspensas”, sublinha a engenheira. Ela observa que a kokedama está muito presente nos jardins japoneses, geralmente disposta lado a lado com o bonsai. A montagem da kokedema segue um passo a passo específico, a partir da utilização de materiais como musgo, terra, argila e pedrinhas para garantir a consistência e o design. Grasiele observa que o arranjo surgiu como uma alternativa econômica ao bonsai, permitindo que famílias menos favorecidas decorassem seus lares. “Hoje, a kokedama se destaca, não só por ser tendência no paisagismo, mas por sua versatilidade em relação à montagem, ao cultivo das plantas. Sua montagem é relativamente simples, podendo ser uma atividade em família”.

Os materiais necessários para se montar um kokedama incluem corda de sisal, argila ou musgo vivo, fio de nylon, tesoura, água e terra. 

O projeto Jardim Suspenso é produzido e coordenado por Grasiele Moreira. As fotografias são de Tatiane Bispo; monitoria de Natália Ferreira Pires; interpretação  de Libras de Sara Carvalho, com recursos federais da Lei Paulo Gustavo, por meio da Prefeitura Municipal de Santana do Paraíso, Secretaria Municipal de Governo, Planejamento, Desenvolvimento Econômico, Turismo e Cultura.

SERVIÇO 

Oficina de Kokedama – Projeto Jardim Suspenso. Dia 29/6, de 14h30 às 17h30, na Casa de Cultura – Av. Getúlio Vargas, n.º115, Centro, Santana do Paraíso – MG. Inscrições gratuitas pelo telefone (31) 98776 1034. Vagas limitadas a 20 inscritos.

Legenda: 

“O kokedama nasceu para levitar”, sublinha Grasiele Moreira 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, escreva seu comentario!
Por favor, escreva seu nome aqui