Prefeito Gustavo Nunes encabeça discussões por novas estratégias de combate à criminalidade na região

PUBLICIDADE

Reunião contou com a presença de prefeitos das principais cidades do Vale do Aço e representantes de forças de segurança pública

O registro de uma sucessão de crimes violentos nas cidades do Colar Metropolitano e especialmente na Região Metropolitana, nesse começo de ano, foi a razão central de uma reunião convocada pelo prefeito de Ipatinga, Gustavo Nunes, com os prefeitos Bruno Morato, de Santana do Paraíso (representado por seu vice, Oliveirinha); Douglas Willkys, de Timóteo, e Marcos Vinícius, de Coronel Fabriciano.

- PUBLICIDADE -
Unimed Vale do Aço
Câmara Ipatinga
Usiminas
AAPI
Giganet
PMI VACINAÇÃO
Copasa

O Promotor de Justiça, Igor Citelli Fajardo Castro e as lideranças das forças de segurança também foram chamadas e estiveram na sala de reuniões do chefe do Executivo ipatinguense o delegado Alexandre Santos, da Polícia Federal; a delegada Talita Martins, da Polícia Civil; o tenente-coronel Erbert Evangelista, da Polícia Militar, e a tenente-coronel Janine Gonçalves, do Corpo de Bombeiros, além de representantes da FIEMG, OAB e Agenda de Convergência – eixo segurança. O governo municipal se fez representar no encontro, ainda, por gestores de várias secretarias, entre elas a Secretaria de Segurança e Convivência Cidadã, à qual está ligada também a Guarda Civil prestes a entrar em operação.

A preocupação das autoridades é, sobretudo, a incidência  de crimes violentos, que têm gerado apreensão na comunidade.

O prefeito Gustavo Nunes pediu o apoio de todos para estratégias conjuntas que possam ser planejadas e efetivamente executadas, visando inibir a violência. “Estamos diante de um cenário preocupante e precisamos pensar coletivamente, uma vez que as quatro maiores cidades do Vale do Aço sofrem do mesmo problema. Então, nós acreditamos que a solução passa por um trabalho conjunto”, disse. A posição foi endossada pelo vice-prefeito de Santana do Paraíso, Oliveirinha, pelo Prefeito Douglas Willkys e pelo prefeito de Coronel Fabriciano e presidente da Associação Mineira de Municípios (AMM), Marcos Vinícius.

Respostas

Comandantes das polícias Militar e Civil, Corpo de Bombeiros e ainda os delegados das polícias Civil e Federal presentes à reunião demonstraram satisfação com a união de forças e prometeram ações de resposta imediatas.

A Polícia Militar adiantou sobre a criação de um grupo de trabalho interno para levantar informações a respeito de criminosos que agem na região. Por sua vez, a Polícia Federal garantiu já estar agindo em ações sigilosas de investigação.

Apoio governamental e nova reunião

Entre outras deliberações, durante a reunião foi solicitada ao presidente da AMM e prefeito, Marcos Vinicius, que seja feita por meio da entidade uma gestão junto ao Governo de Minas chamando a atenção para a conjuntura vivida pelos municípios.

Uma nova reunião está agendada para o dia 28 de fevereiro, quando o plano de ação conjunta será apresentado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, escreva seu comentario!
Por favor, escreva seu nome aqui