Prefeitura de Ipatinga destina adicional de R$ 6 milhões para melhorias em escolas

PUBLICIDADE

Recursos são transferidos em forma de aditivo financeiro às Caixas Escolares. Necessidades foram conhecidas pessoalmente pelo prefeito em uma longa agenda de visitas aos educandários. 

- PUBLICIDADE -
EXPO USIPA
AAPI
Usiminas
Giganet
Sesi – Senai

A Prefeitura de Ipatinga, via Secretaria Municipal de Educação (SME), irá liberar, em forma de aditivo financeiro, mais de R$ 6 milhões às escolas que compõem a rede de ensino local. Destinados às Caixas Escolares, os recursos já estão empenhados por meio do Setor de Gestão de Convênios e Contratos, devendo ser creditados em contas dos educandários no início do mês de setembro. 

Desde o início de seu mandato, o prefeito Gustavo Nunes, acompanhado da secretária de Educação Patrícia Avelar e outros assessores da área, fez questão de percorrer todas as 46 escolas do município, a fim de se familiarizar com as realidades, conhecer de perto as necessidades de cada uma delas. E foi graças ao cumprimento desta agenda, ao longo de vários meses, que as principais demandas dos estabelecimentos agora poderão ser atendidas.

“A educação sempre foi prioridade no nosso governo. Por isso, desde que assumi a condição de prefeito de Ipatinga fiz questão de me dirigir a todas as nossas escolas municipais, escutar o corpo diretivo, professores e também pais de alunos sobre o que era preciso melhorar em cada uma. As carências vão desde obras civis diversas até o suprimento de materiais indispensáveis, visto a precariedade que encontramos em várias delas”, salientou o chefe do Executivo. 

Problemas antigos

Para que se tenha uma ideia de muitos dos quadros caóticos encontrados pelo prefeito, na Escola Municipal Hermes de Oliveira, em Pedra Branca, duas salas de aulas funcionavam com uma turma quase ao ar livre. Agora, o educandário ganhará instalações mais dignas para atendimento aos alunos. 

Entre muitas outras intervenções importantes, adianta a Secretaria de Educação, será construído um telhado entre os blocos da escola Ary Malta, na região do Game, no bairro Iguaçu, para proteção dos alunos em dias chuvosos.

Idéias inovadoras

Há também, entre os projetos contemplados, ideias inovadoras como a da “minifazendinha” que será construída no Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI) Padre Efraim Solano Rocha, entre os bairros Ideal,  Bom Jardim e Esperança. As instalações beneficiarão não apenas o educandário. A proposta é que todas as escolas do município possam desfrutar dos benefícios do espaço.

A Escola Evaldo Fontes, no bairro Chácaras Oliveira, destinará  a verba recebida para promover a inclusão. Nela será realizada a construção de dois banheiros adaptados para pessoas com deficiências.

“Nestes meses em que estive participando das visitas ao lado do prefeito Gustavo Nunes, vimos de perto todos os problemas de cada escola da rede municipal e avaliamos caso a caso. O município está disponibilizando valores consideráveis para socorrer e aperfeiçoar a prestação de serviços nos estabelecimentos. A educação, com certeza, terá a sua qualidade grandemente amplificada, porque o bem-estar dos alunos e profissionais gera motivação, mais entusiasmo e comprometimento”, conclui a secretária de Educação do município, Patrícia Avelar.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, escreva seu comentario!
Por favor, escreva seu nome aqui