Prefeitura de Ipatinga lança o projeto Educar, Plantar e Aprender

PUBLICIDADE

Com foco na conscientização ambiental e incentivo à alimentação saudável, projeto institucionaliza o cultivo de hortas nas escolas municipais

- PUBLICIDADE -
Câmara Ipatinga
Copasa
Giganet
Usiminas
SVA
PMI VACINAÇÃO
Sesi – Senai
AAPI
FSFX
Unimed Vale do Aço

A Prefeitura de Ipatinga, por meio da Secretaria Municipal de Educação, lançou nesta quarta-feira (28), na Unidade Centro Educacional Pedagógico e de Aperfeiçoamento Integral (UCEPAI), no bairro Forquilha, o projeto Educar, Plantar e Aprender. O objetivo central é a conscientização ambiental com a institucionalização do cultivo de hortas nas escolas da rede municipal, além de estimular a alimentação saudável e a socialização dos alunos. 

O lançamento do projeto contou com a presença do prefeito Gustavo Nunes, que explicou os fundamentos da iniciativa: “A ideia surgiu em uma das várias visitas que fizemos às escolas do município ao longo dos últimos meses. Desde o início do mandato, estive em cada uma das 47 unidades de ensino da cidade e, no CMEI (Centro Municipal de Educação Infantil) Mãe Dolores, no Centro, fiquei muito impressionado com o trabalho extraordinário ali executado em relação à sua horta. Então, de imediato já iniciei o  diálogo com os gestores da Secretaria de Educação para que fizéssemos disso uma política pública de verdade”, detalhou o chefe do Executivo.

A secretária de Educação Patrícia Avelar acrescentou: “O nosso principal propósito é entregar uma educação de excelência à comunidade, e a implantação do projeto Educar, Plantar e Aprender é mais um elemento importante nesse sentido. Nosso corpo pedagógico está tornando realidade um projeto sonhado pelo Executivo, que prima pelo diálogo tanto com a sociedade quanto no relacionamento com suas equipes. Hoje conseguimos juntar aquilo que é feito pela agricultura familiar com as nossas escolas, uma vitória”, concluiu.

Tipos de hortas

As hortas a serem implantadas nas escolas poderão ser de vários modelos, desde as tradicionais até as suspensas, hidropônicas, orgânicas, cultivadas no jardim ou até mesmo em caixotes ou pneus

Por meio do projeto, os educadores terão a oportunidade de trabalhar seus conteúdos escolares de uma forma dinâmica, lúdica e motivadora, uma vez que se trata de uma ação multidisciplinar.

Para que os diretores das escolas já possam se familiarizar com os tipos de hortas, foram convidados para o evento desta quarta-feira diversos produtores rurais da região, que elucidaram várias questões pertinentes ao tema. 

“Considero muito importante a iniciativa, para que as crianças vejam de onde vem o seu alimento e também aprendam a valorizar o cultivo. Além disso, há o aspecto da alimentação mais saudável e a possibilidade dos estudantes produzirem o próprio alimento”, destacou José Zacarias, proprietário da Fazenda do Zaca.

Quem também esteve no evento foi Thiago Grossi, representando a “UAI Farm”, da cidade de Iapu, especialista em hortas hidropônicas. “Como produtor rural, considero muito válido o ensinamento para as crianças e adolescentes para que produzam o seu próprio alimento, desde a semente até o produto final. Acredito que isso ajudará não só as escolas, mas as famílias de um modo geral, uma vez que aquele aluno poderá levar a prática para dentro de casa”, concluiu.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, escreva seu comentario!
Por favor, escreva seu nome aqui