Secretaria de Saúde de Ipatinga alerta sobre ação de golpistas

A Secretaria de Saúde de Ipatinga lançou um alerta à população, nesta quinta-feira (9), advertindo sobre a prática de golpes contra parentes de pessoas em tratamento no Hospital Municipal Eliane Martins (HMEM). 

Familiares estão recebendo ligações e mensagens de whatsapp usando o nome do hospital e de profissionais ligados à rede pública para aplicar golpes em pacientes, solicitando pagamento, via Pix, de valores para a realização de exames, atendimentos e até mesmo para compra de medicamentos. A instituição esclarece que os atendimentos e procedimentos realizados são 100% gratuitos, como prevê a Lei 8.080/1990, que regulamenta o SUS (Sistema Único de Saúde). 

De acordo com a direção do HMEM, o argumento usado pelos golpistas para convencer as vítimas é a afirmação de que, pelo SUS, o processo seria muito demorado. “Os criminosos ligam para os familiares, em nome da direção ou mesmo dos médicos do quadro hospitalar, solicitando dinheiro. Durante a tentativa de extorsão são cobrados depósitos de altas quantias para o pagamento de procedimentos que são oferecidos gratuitamente pelo SUS”, explica o diretor do Departamento de Administração Hospitalar e Urgências, Rui Pereira.

A prefeitura esclarece que nenhum funcionário, sob qualquer hipótese ou pretexto, entrará em contato por telefone com pacientes ou familiares solicitando transferências bancárias ou depósitos em dinheiro para custeio de procedimentos, compra de remédios ou pedido de apoio para atendimento a pessoas assistidas ou internadas na unidade. 

A orientação é que em caso de tentativa de golpes, a vítima procure imediatamente a administração do Hospital ou a delegacia mais próxima. O município recomenda que não sejam realizados depósitos de valores ou transferências. O atendimento no Hospital Municipal Eliane Martins é totalmente gratuito e dúvidas devem ser esclarecidas antes de qualquer providência.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, escreva seu comentario!
Por favor, escreva seu nome aqui