Vaninho Vieira lança seu livro de memórias

PUBLICIDADE

A Vida em Versos e Canções

- PUBLICIDADE -
AAPI
Sesi – Senai
Usiminas
Giganet
EXPO USIPA

O cantor, compositor, instrumentista e arranjador Vaninho Vieira lança seu livro de memorias, “A Vida em Versos e Canções”, que conta um pouca de sua trajetória. São 40 anos de carreira, completados em 2020, que teve início muito cedo, pois o instrumentista se enveredou no mundo música aos 10 anos, na cidade de Rio Vermelho

E o exemplo vinha de casa pois seu pai, Osvaldo Vieira, era um multi-instrumentista autodidata. Tocava violão, cavaquinho, sanfona de 8 baixos, a famosa Pé de bode, que alguns chamavam de Cabeça de Égua. Ele também tocava um baixo tuba, que lhe trouxeram da cidade de Serra Azul de Minas, onde ele, quando ainda solteiro, participava da banda do seu tio, o grande Maestro Chico Vieira, relata Vaninho. Todos os dias, depois que chegava do trabalho, o senhor Osvaldo Vieira pegava sua sanfona para tocar e cantar, o que prendia os filhos por horas.

Os primeiros acordes foram ensinados por seu irmão, Gê, que pegou um violão tonante emprestado por uns dias e tocava e cantava lindas melodias da seresta de Diamantina. “Um dia ele resolveu me ensinar três acordes: Lá, Mi7 e Ré, e disse que com esses acordes era possível tocar várias músicas. Quando percebi, lá estava eu, treinando e cantando sem parar, relata o compositor. 

Em “A Vida em Versos e Canções” o autor relata esses e vários outros fatos de sua infância e vida adulta, seu envolvimento com grandes artistas da cena mineira como Paulinho Pedra Azul, Celso Adolfo, Maurício Tizumba, Arlindo Maciel e Aggeu Marques, entre outros. Além de suas apresentações no Vale do Aço e em teatros como o Tom Jobim, no Rio de Janeiro, no Museu Oscar Niemeyer, em Curitiba, no Sesc Palladium BH e vários outros.

Nesses 40 anos de carreira Vaninho Vieira já deixou sua arte registrada em CDs, com composições próprias e parcerias com alguns ícones da música mineira. Em 2005, lançou o CD autoral “Variações” e, em 2019, o CD “Tons sobre Tons”, em BH, no Sesc Palladium, no Museu Clube da Esquina, e, em Ipatinga, no Centro Cultural Usiminas. Fez também o lançamento do disco no Chile, com participações especiais de Murilo Antunes, Paulinho Pedra Azul, já seus parceiros em alguns trabalhos, Celso Adolfo, Maurício Tizumba, Arlindo Maciele Aggeu Marques, entre outros. Em outubro de 2020 lançou o CD “Tempo de Brotar a Flor”, que contém 10 canções autorais e algumas parcerias com Paulinho Pedra Azul e Lima Jr, músico e poeta de Almenara, no Vale do Jequitinhonha. 

O livro “A Vida em versos e Canções” é seu primeiro trabalho literário e foi

viabilizado por meio do Edital 24 – Seleção de propostas para publicações literárias no âmbito do Estado de Minas Gerais, nos termos da Lei Federal 14.017/2020 – Lei Aldir Blanc,  do Decreto Federal nº. 10.464/2020 e do Decreto Estadual nº. 48.059/2020.  Contatos com o autor pelo telefone (31) 98775.3309.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, escreva seu comentario!
Por favor, escreva seu nome aqui