Visita de estudantes à Prefeitura de  Ipatinga marca conclusão da primeira  fase do Projeto Controlador Júnior

PUBLICIDADE

Representando cinco escolas da rede municipal de ensino, participantes receberam certificação em reconhecimento ao seu envolvimento no projeto 

- PUBLICIDADE -
Sesi – Senai
Usiminas
Giganet
AAPI
EXPO USIPA

Estudantes, professores, coordenadores pedagógicos, diretores e assistentes administrativos financeiros das cinco escolas municipais participantes do Projeto Controlador Júnior fizeram uma visita guiada a alguns setores da Prefeitura Municipal de Ipatinga, nesta quinta-feira (23). 

A atividade marcou a conclusão de uma das fases do projeto-piloto, iniciativa desenvolvida numa parceria entre a Controladoria Geral e a Secretaria de Educação com o objetivo de estimular a cidadania ativa em alunos, professores e colaboradores da rede de ensino municipal. 

Depois de conhecer melhor alguns departamentos da administração municipal, incluindo o gabinete do prefeito Gustavo Nunes, os estudantes e servidores das escolas receberam certificado em reconhecimento ao seu envolvimento no projeto. A certificação concede o título de controlador júnior aos alunos, que serão referência na escola em que estudam durante a segunda fase do projeto, programada para o próximo ano.  

Foi também durante a visita que os controladores juniores de cada escola entregaram o relatório conclusivo com recomendações de melhorias e orientações à Direção Escolar, Secretaria Municipal de Educação e Controladoria Geral quanto às possíveis soluções e medidas a serem adotadas. As sugestões são baseadas nas constatações feitas pelos estudantes durante as auditorias nas unidades escolares.

Objetivo 

O Projeto Controlador Júnior tem o objetivo de reforçar a ideia de que os estudantes são cidadãos aptos a verificar situações encontradas frente a um padrão desejado e se manifestar de maneira qualificada, apontando ao gestor municipal pontos divergentes identificados, solicitando uma resposta eficaz.

Para o controlador geral do município, Diêgo Tuschtler, o papel da iniciativa foi cumprido com sucesso. “A importância desse projeto foi justamente resgatar valores que estavam se perdendo: aquela motivação da participação popular, aquela vontade de ser partícipe da cidadania. A gente resgatou isso”, resumiu. 

O envolvimento dos alunos foi destacado por Juliana Viana de Melo Muniz, que atua na Coordenação de Gestão da Secretaria de Educação de Ipatinga. “Os alunos, desde o início, quando foi apresentada a proposta de atuarem como controladores, se empolgaram, até porque eles foram os representantes da Controladoria dentro das escolas. Eles se sentiram participantes de todo o processo da escola enquanto controladores juniores”, observou. 

Participantes

Cinco escolas municipais participaram do projeto-piloto com dois alunos representantes: Professor Evaldo Fontes, Carlos Drummond de Andrade, Everson Geraldo Magalhães Lage, João Reis de Souza e Padre Bertollo. Todas as instituições de ensino ganharam um selo pela participação. 

Os dez estudantes envolvidos no projeto estão matriculados nos 7º, 8º e 9º anos do Ensino Fundamental, e fazem parte da Educação Integral. Sofia Verçosa, de 13 anos, do 7º ano da Escola Carlos Drummond de Andrade, é uma delas. Ela está ansiosa pela segunda etapa do projeto. “Aprendemos muita coisa. A gente pôde fazer o projeto para mostrar o que precisava de melhoria na escola e que realmente dê certo, funcione”, declarou, otimista.  

Nova etapa

Agora, o projeto entra numa segunda fase: o monitoramento. As possíveis soluções apontadas pelos alunos, entregues em um relatório, serão analisadas. As contribuições serão inseridas no Plano Anual de Auditoria 2024, e a implementação de tais ações pelas escolas será monitorada. “Eles (alunos) vão saber que o trabalho deles teve efeito”, ressaltou o controlador geral do município.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, escreva seu comentario!
Por favor, escreva seu nome aqui